Professor Afranio Silva Jardim explica por que Lula não está tendo direito a um processo penal justo


:: Viomundo em 13/07/2017 17:18 ::

captura-de-tela-2017-05-11-axxs-23.05.07.png

O MITO DA IMPARCIALIDADE DO JULGADOR. LULA NÃO ESTÁ TENDO DIREITO A UM PROCESSO PENAL JUSTO.

Afranio Silva Jardim, no Facebook

É muito difícil que um juiz tenha a necessária imparcialidade, quando o processo penal envolve questões políticas, ideológicas ou religiosas.

O mesmo se pode dizer em relação aos membros do Ministério Público.

Basta ver a euforia e excitação dos Procuradores da República quando do oferecimento da denúncia contra o ex-presidente Lula (triste episódio do “powerpoint”).

Tudo isso resulta agravado quando estes órgãos do sistema de justiça criminal se encontram “irmanados” em um projeto preconcebido de persecuções penais (Operação Lava Jato), bem como quando se utilizam da mídia para apoiar seus atos e prejulgamentos. Neste caso, eles passam a sentir necessidade de lograr a condenação para não se “desmoralizarem” perante a opinião pública.

Tudo isso resulta ainda mais agravado, quando o juiz está sendo ou foi processado pelo réu ou quando este acusa o magistrado perante órgãos disciplinares.

Enfim, o ex-presidente não está tendo direito a um processo justo. Enfim, Lula é vítima de um verdadeiro “lawfare”.

*Afranio Silva Jardim, professor associado de Direito Processual Penal da Uerj. Mestre e Livre-Docente em Direito Processual (Uerj).

O post Professor Afranio Silva Jardim explica por que Lula não está tendo direito a um processo penal justo apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios