Vitória na CCJ sinaliza força de Temer para derrubar 1ª denúncia


:: Kennedy Alencar em 13/07/2017 19:17 ::

A vitória do presidente Michel Temer hoje na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara mostra que o governo deverá ter força para derrubar no plenário da Casa o pedido de autorização para o STF analisar a denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Por 40 votos a 25, foi derrotado o parecer de Sérgio Zveiter (PMDB-RJ).

Temer reverteu em poucos dias uma derrota que era tida como certa na comissão. Funcionou a troca de integrantes da CCJ e a intensa articulação feita pessoalmente pelo presidente com deputados federais.

O peemedebista dá demonstração de capacidade de reação política.

Para o governo, o ideal seria o plenário analisar o tema antes do recesso parlamentar, previsto para começar na próxima terça-feira, dia 18.

Mas a exigência de quórum de 342 presentes para abrir a sessão que votaria o pedido de autorização para análise da denúncia de Janot dificulta a tarefa do governo. Por exemplo: seria difícil reunir tal número na próxima segunda-feira em Brasília.

No discurso em defesa de Temer, o advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira apelou ao espírito de corpo dos deputados. Afirmou que o Ministério Público estaria cometendo abusos contra Temer que poderiam se repetir em relação aos parlamentares no futuro. Esse tipo de discurso costuma ter ressonância no Congresso, onde há número significativo de deputados investigados por corrupção.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN – 2ª edição”:

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios