Quatro anos após morte e desaparecimento de Amarildo, família não foi indenizada


:: GGN em 15/07/2017 09:39 ::

Categoria:

Direitos humanos

O ajudante de pedreiro Amarildo de Souza foi levado por policiais da UPP da Rocinha no dia 14 de julho de 2013 e nunca mais apareceu – Arquivo/Agência Brasil

amarildo_2_arquivo_agencia_brasil.jpg

da Agência Brasil

Quatro anos após morte e desaparecimento de Amarildo, família não foi indenizada

Vinícius Lisboa – repórter da Agência Brasil

Quatro anos após o desaparecimento de Amarildo de Souza na favela da Rocinha, em 13 de julho de 2013, a família do ajudante de pedreiro ainda não foi indenizada pelo estado do Rio de Janeiro.

De acordo com a Justiça, Amarildo foi torturado e morto por policiais e seu corpo nunca foi encontrado.

Em junho do ano passado, a 4ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro definiu o pagamento de R$ 3,5 milhões à mulher e aos filhos de Amarildo, mas, após recursos, a sentença aguarda a deliberação dos desembargadores da 16ª Câmara Cível.

leia mais

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios
Postado em GGN