Estande da Cesama oferecerá renegociação de dívidas e informações sobre Tarifa Social


:: Diário Regional em 17/07/2017 13:07 ::

“Como faço para pagar minhas contas de água atrasadas? Quais documentos preciso apresentar para ter direito à Tarifa Social?”. Foi pensando em perguntas como essas que a Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) lançou uma alternativa de atendimento presencial nas comunidades de Juiz de Fora. O projeto terá início na manhã deste sábado, 22, quando o estande da companhia estará na praça do Bairro Ipiranga, como uma das atrações do “Bem Comum Bairros”, uma parceria entre a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) e a TV Integração, que leva mensalmente saúde, lazer e cultura para as comunidades do município.

A gerente comercial da Cesama, Maristela Soranço Miranda, destacou que a ação nasceu de uma vontade de aproximar ainda mais a companhia da sociedade.

“Queremos facilitar a vida dos nossos usuários, indo até eles, pois acreditamos que essa comodidade irá motivá-los a resolver suas pendências conosco, o que é bom para ambas as partes”, afirmou.

Maristela informou que, nesta semana, cerca de 230 clientes inadimplentes do Bairro Ipiranga e região serão notificados e convidados a parcelar seus débitos junto à Cesama: “Dessa forma, eles poderão se programar melhor para procurar o nosso estande, que seguirá os mesmos procedimentos da Agência de Atendimento da companhia”.

No estande, além de negociar suas dívidas, os usuários poderão tirar a segunda via da conta de água, atualizar dados cadastrais, denunciar ligações de água irregulares e se informar sobre a Tarifa Social da Cesama, que oferece descontos de até 40% para a categoria residencial unifamiliar, dependendo da faixa de consumo. “Para requerer o benefício, os moradores da residência devem pertencer a uma família inscrita no sistema do CadÚnico, e a renda familiar, por pessoa, deve ser menor ou igual a meio salário mínimo. Caso a família não seja cadastrada no CadÚnico, deverá ser orientada a procurar o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), para solicitar sua inclusão”, orientou a gerente.

Fonte: Assessoria da Prefeitura de Juiz de Fora.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios