O fundo do poço e o limite, por Madrasta do Texto Ruim


:: GGN em 12/08/2017 09:11 ::

Categoria:

Crônica

fotorpocoistoe.jpg

O fundo do poço e o limite

Um conto metafórico da Madrasta do Texto Ruim

– CHEGA!

– Pra mim já deu! Tô indo EM BO RA deste país!! Num guento mais ser usada e abusada deste jeito! Vou-me embora para Berkeley! George Lakoff e Mark Johnson¹ hão de me proteger!

Todos naquele Congresso de Linguística se assustaram.

A Metáfora do Fundo do Poço não estava de brincadeiras. Pelo contrário, carregava duas malas cheias. Ela estava mesmo de mudança.

– Eu sou uma forma de conceber uma coisa em termos de outra coisa!! Minha principal função é fazer as pessoas entenderem O QUE TÁ COM TESENO AQUI!!!! Como vocês ainda ousam falar em fundo do poço para se referir à capa da Istoé, à capa da Época, à capa da Veja?

leia mais

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios
Postado em GGN