Setembro Amarelo: Departamento de Saúde Mental debate a prevenção ao suicídio


:: Prefeitura em 04/09/2017 19:19 ::

0409_setembro_amarelo_182130.png
Estatísticas apontam um aumento crescente das vítimas de suicídio em todo o mundo: 800 mil por ano. É uma morte a cada 40 segundos, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) – 2015. Ainda segundo o relatório, o Brasil é o oitavo país nesse ranking. São 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da Aids e da maioria dos tipos de câncer.

O autoextermínio cresce por questões demográficas, populacionais e, principalmente, por problemas sociais. Uma boa notícia é o fato de que, segundo a OMS, nove em cada dez casos podem ser prevenidos.

Por isso, foi criada a campanha Setembro Amarelo, que é um movimento organizado pelo Centro de Valorização à Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) para alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. O Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio é 10 de setembro.

Em Juiz de Fora, buscando discutir o tema, desconstruir mitos e compartilhar informações de modo a facilitar a busca por ajuda, o Departamento de Saúde Mental (Desm), da Secretaria de Saúde (SS) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), promove uma mesa- redonda no dia 21, entre 10 e 12 horas, com o tema A Potência de Viver e o Suicídio: Formas de Prevenção. O debate que terá a participação da médica psiquiatra Andréia Ramos, da psicóloga Irmã Saar e da gerente do Desm, Andréia Stenner é voltado para os profissionais da rede de saúde mental, servidores em geral e interessados no assunto. As inscrições podem ser feitas pelo telefone 3690-7183. O evento será realizado no auditório do Subsecretaria de Vigilância em Saúde (Avenida dos Andradas, 523, Morro da Glória).

Paço Municipal ficará iluminado durante o mês

Também o antigo prédio da Prefeitura e atual sede da Fundação Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), no Parque Halfeld, ficará iluminado durante todo este mês, para chamar a atenção da população para a importância de estar informado sobre esse mal silencioso, que pode afetar quem está do seu lado. Somente através da informação será possível identificar e orientar aqueles que precisam de ajuda.

* Informações com a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde pelos telefone 3690-7389/ 7123.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios