Saúde mental dos servidores de instituições de ensino superior é tema de Seminário

:: UFJF em 12/10/2017 09:28 ::

Saúde mental dos servidores de instituições de ensino superior é tema de Seminário

12 de outubro de 2017

Campus e Comunidade
mesa_trabalho_computador_celular_bloco_revista_ufjf-630x291-630x291.jpg

Com o objetivo de promover a discussão entre pesquisadores da instituição e docentes convidados sobre assuntos relacionados ao bem estar mental dos trabalhadores da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), acontece, no dia 20 de outubro, o I Seminário de Saúde Mental e Trabalho da UFJF, de 8h às 19h, no Anfiteatro das Pró-Reitorias. Os interessados em participar devem procurar os estudantes que participam do projeto de extensão Saúde Mental e Trabalho para inscrição, no valor de R$ 20.

O Projeto de Extensão “Saúde Mental e Trabalho”, em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da UFJF, visa também ao debate de temas centrais que envolvem os processos de trabalho e o adoecimento mental, que começa a ser detectado desde o meio acadêmico.

Os convidados contarão também as experiências vivenciadas nos Subsistemas Integrados de Atenção à Saúde do Servidor (SIASS) das instituições de ensino superior públicas.

Os palestrantes trarão dados relevantes obtidos em suas pesquisas sobre a área, para que propostas de enfrentamento ao adoecimento mental no trabalho sejam pensadas em conjunto com toda a comunidade acadêmica da UFJF e demais instituições de ensino superior. “A pauta sobre saúde mental e trabalho é extremamente atual, especialmente no momento político e social que vivemos no país com perdas importantes de direitos trabalhistas. Além disso, o projeto já pretendia, inicialmente, realizar um evento científico como este”, afirma a professora do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da UFJF e organizadora do Seminário, Andréia Ramos.

A importância do ensino especializado de saúde mental e trabalho nos cursos de graduação e pós-graduação também será discutida no evento. “É fundamental discutirmos não só os processos de adoecimento mental no trabalho, mas também como estamos formando nossos profissionais que atuarão e poderão ajudar a prevenir e identificar tais processos de adoecimento”, ressalta Andréia Ramos.

Outras informações: Página do evento no Facebook.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios