Agostinho não resiste a concorrência de Temer e abandona programa


:: Carta Capital em 23/11/2017 23:20 ::

Ator Pedro Cardoso abandona programa “Sem Censura”, da TV Brasil, em solidariedade aos funcionários em greve da EBC, empresa pública de comunicação

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios

Uma discussão sobre o maior racionamento de energia da história do Brasil


:: Roda Viva em 23/11/2017 22:25 ::

Clique na imagem para ver o vídeo:
0.jpg

Maurício Tolmasquim e Afonso Henriques Moreira Santos debatem a crise energética brasileira da época, discutindo a necessidade urgente de um racionamento, que seja avisado com antecedência a toda a sociedade, para que esta esteja preparada para enfrentar a situação. Afinal, vivemos em um regime democrático ou não?

Siga o Roda Viva:
– Facebook: https://www.facebook.com/rodaviva
– Twitter: https://twitter.com/rodaviva
– Site: http://tvcultura.com.br/programas/rodaviva

Siga a TV Cultura:
– Facebook: https://www.facebook.com/tvcultura
– Twitter: https://twitter.com/tvcultura
– Instagram: https://www.instagram.com/tvcultura
– G+: https://plus.google.com/+tvcultura

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Robinho é condenado à prisão por violência sexual na Itália


:: DW Brasil em 23/11/2017 22:25 ::

41509327_401.jpg

Justiça italiana sentencia atacante brasileiro a nove anos de prisão por envolvimento em estupro coletivo contra jovem albanesa em 2013 em Milão. Pena não será aplicada até processo ser concluído. Jogador nega acusações.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Atuação de órgãos jurídicos está mudando modelo político do Rio, diz pesquisador


:: Agência Brasil em 23/11/2017 22:25 ::

A mudança na atuação do Ministério Público, da Polícia Federal e do Poder Judiciário está sendo fundamental para a mudança no modelo político do Rio. A conclusão é do cientista político e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Paulo Baía, para quem, após a ação destes órgãos, foi possível identificar como agiam políticos e empresários, provocando prejuízos econômicos ao estado com as práticas de desvio de recursos públicos e de recebimento de propina. “Sem a modificação da postura desses órgãos, não se teria [descoberto] os escândalos, não teria o descortinamento do que acontece nas práticas políticas”, apontou à Agência Brasil.

Baía destacou que, a partir dos anos 90, uma geração de políticos se elegeu com o discurso baseado na renovação da ética, da moral e da eficiência.
Continuar lendo

O quebra-cabeça francês da linguagem inclusiva


:: El Pais em 23/11/2017 22:25 ::

Após semanas de debate, a França colocou fim à moda da linguagem inclusiva. Pelo menos nos textos oficiais. O primeiro-ministro, Édouard Philippe, distribuiu ontem, às diversas áreas do Governo, uma circular que proíbe o uso da gramática igualitária em todo documento publicado no Boletim Oficial do Estado. Philippe defendeu a utilização das regras vigentes por “motivos de inteligibilidade e clareza da norma”. O primeiro-ministro seguia, assim, às recomendações da Academia Francesa, que em outubro declarou que esse método significava um “perigo mortal” para a língua.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Maioria dos ministros do STF é a favor de restringir foro privilegiado


:: Jornal Nacional em 23/11/2017 21:45 ::

6310409.jpg Maioria dos ministros do STF é a favor de restringir foro privilegiado
Até agora, 7 dos 11 ministros concordam com relator Luís Roberto Barroso. Foro seria mantido apenas para crimes cometidos durante o mandato.

Tempo: 08:56 – Mais vídeos: Jornal Nacional

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

STF abre caminho para limitar foro privilegiado de deputados e senadores


:: El Pais em 23/11/2017 21:35 ::

Oito dos onze ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votaram nesta quinta-feira para restringir o alcance do foro privilegiado, a prerrogativa de deputados e senadores de só serem julgados pela mais alta corte do país. Seis ministros (Celso de Mello, Marco Aurélio, Rosa Weber, Edson Fachin, Luiz Fux e Carmen Lucia) seguiram a proposta do relator, o ministro Luís Roberto Barroso, de limitar o foro no STF para aqueles crimes ocorridos durante o exercício do mandato parlamentar e em razão do cargo, como, por exemplo, recebimento de propina.
Continuar lendo