O fiasco de um programa sueco para ajudar os mais pobres em Moçambique


:: El Pais em 07/01/2018 00:22 ::

:: El Pais em 07/01/2018 00:22 ::

Ao longo da década passada, Moçambique foi testemunha do arrendamento de um milhão de hectares (10.000 quilômetros quadrados) de terras cultiváveis —uma área maior do que a de Chipre— para investidores privados estrangeiros do setor agrícola. O Governo, que mantém a propriedade legal de todas as terras do país, ofereceu concessões a empresas estrangeiras como parte de uma campanha voltada a manter o crescimento econômico e ajudar 35% dos domicílios moçambicanos que ainda não têm seu sustento garantido.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios