Agencias de viagens em JF registram aumento na procura por pacotes


:: Diário Regional em 09/01/2018 22:12 ::

O lento avanço no quadro econômico do país traz boas expectativas em relação a 2017 para as agências de turismo brasileiras. O anseio dos empresários é que o verão traga bons números para o setor. Antes mesmo da estação mais quente do ano chegar, a Associação Brasileira de Viagens (Abav) já previa aumento de 10% nas vendas de pacotes de viagens.

E a estimativa se concretizou. Tanto que a Mananciais Viagens registrou aumento de 30% na demanda no comparativo com o mesmo período de 2017. Evidentemente, a estatística, segundo a sócia-proprietária Rosa Oliveira, não chega nem perto do que era visto há quatro anos, quando a elevação chegava 80%.

Mesmo assim, o movimento é bom. “A procura aumentou um pouco em janeiro, mas ainda está longe do que registrávamos em épocas anteriores, em que superávamos a nossa meta”, afirma.

Na agência de Rosa, os destinos preferidos dos juiz-foranos são as praias do Nordeste e a região Sul do país. Estes são os mesmos locais procurados pelos clientes da Cherem Turismo, de acordo com o sócio-proprietário, Davi Cherem, além, é claro, da região litorânea do Rio de Janeiro. Entretanto, existe uma queda considerável nas viagens para o exterior, em especial aquelas para o hemisfério Norte, em virtude das baixas temperaturas. “Nesse intervalo, nos deparamos com uma queda em viagens para o hemisfério Norte por conta do inverno”, diz Cherem. “Quem gosta de curtir a neve acaba indo pra lá”, acrescenta Rosa.

ANTECIPAR AS RESERVAS TRAZ VANTAGENS

Nesse ano, a Cherem Turismo já registra aumento de 80% nos negócios que foram fechados. A média de idade dos interessados varia entre 30 a 60 anos. São pessoas que tentam conciliar as férias de fim de ano ao recesso escolar dos filhos. “A grande procura por resort também foi muito boa. As pessoas estão buscando por um lugar privado, reservado, com pouca aglomeração, por isso eles escolhem essa modalidade”, reitera Cherem.

Ao contrário do que foi visto nos últimos anos, os juiz-foranos estão se programando mais. Também, não é uma má opção, já que quem antecipa as viagens em ao menos 120 dias pode conseguir descontos de até 45% nos pacotes. “Devido ao grande apelo, quem se antecipa consegue comprar pelos melhores preços, tarifas e condições de hotéis. Até mesmo embarcar nos melhores voos. Quem deixa para última hora sempre fica com as ‘sobras’ ou então não consegue a tão sonhada viagem. Porém, sempre tem esses clientes. Alguns dependem do 13º salário e outros preferem aguardar pela chegada do recesso escolar dos filhos”, conta Cherem.

CONSUMIDOR SE SENTE SEGURO

Recentemente, a aposentada Rosalice Lins Pinheiro viajou para Paraty através de uma agência de viagens. “Me sinto mais segura e protegida. Além disso, tenho a confiança nas agências, pois se acontecer algum sinistro ela fornece cobertura e todo o apoio possível”, relata Rosalice, acrescentando que a dica “é verificar a credibilidade da empresa”.

EXPECTATIVA
Os empresários aguardam por um ano diferente. “Em 2018, com a economia entrando no eixo, acreditamos que o retomo será melhor. Estamos animados e prontos para captar mais clientes”, conclui Rosa Oliveira.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.