Funalfa apresenta identidade visual do carnaval e requalificação de escolas de samba


:: Prefeitura em 12/01/2018 10:22 ::

1101_pjf_coletiva_carnaval_arte_094311.jpg
Os conceitos de tropicalismo e diversidade norteiam a identidade visual criada pela Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa) para o Carnaval 2018 de Juiz de Fora. A campanha foi apresentada à imprensa nesta quinta-feira, 11, durante entrevista coletiva, com a presença do superintendente da Funalfa, Rômulo Veiga.

Durante o encontro foi confirmada a realização da oitava edição do Corredor da Folia e anunciada a destinação de recursos no valor de R$ 150 mil para o edital de requalificação das escolas de samba.

Assinada pelo designer Bruno Junqueira, a identidade visual da folia mescla frutas típicas do Brasil, como banana, melancia, coco, limão, laranja, uva e abacaxi, em referência direta à brasilidade, à alegria e à energia do carnaval, além de ressaltar a diversidade do país.

Como já é tradição na cidade, a Folia de Momo será antecipada, mas o cronograma ainda não está definido, porque o Edital de Alvará e Apoio do Carnaval 2018 permanecerá aberto até esta sexta-feira, 12. Quarenta blocos já estão cadastrados para análise. Os contratos com artistas para o Corredor da Folia estão em fase final de negociação, e a expectativa é de que a programação completa da festa seja divulgada até o dia 22.

Durante a coletiva, Rômulo antecipou algumas das novidades da festa: Em atendimento à demanda antiga da população que passa o feriado na cidade, vamos promover um evento grande no domingo de carnaval, 11 de fevereiro, em homenagem ao centenário do compositor e sambista juiz-forano Geraldo Pereira (1918-1955). A programação acontecerá das 10 às 17 horas, e o encerramento terá show da cantora Sandra Portela e de convidados.

Outra inovação será o mapa da folia, que informará todos os locais onde acontecerão eventos, com possibilidade de filtragem por área geográfica, horário e faixa etária. Paralelamente, e contando com a parceria da Settra (Secretaria de Transporte e Trânsito da Prefeitura de Juiz de Fora/PJF), o público poderá encontrar no aplicativo de trânsito Waze os dias, horários e trajetos de desfiles dos blocos, com indicação de rotas alternativas. A ferramenta beneficiará quem procura participar do carnaval e quem precisa circular pela cidade, gostando ou não da festa.

O diretor de Cultura da Funalfa, Zezinho Mancini, antecipou que, durante os festejos de Momo, haverá intensa e bem-humorada campanha, incentivando o convívio harmonioso, a responsabilidade e a generosidade nas mais diversas áreas: Vamos falar desde o respeito às mulheres e aos LGBTI, até a moderação no consumo de álcool e os cuidados com as DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), além de incentivar a população a participar e engrandecer a maior festa popular de nosso país. Tudo será dito de forma direta, mas de maneira divertida e leve.

Requalificação das escolas de samba

Com relação ao edital de incentivo à requalificação das escolas de samba, o superintendente da Funalfa informou que os recursos serão liberados de forma escalonada, ao longo do ano, por meio do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura: A ideia é incentivar a requalificação das escolas de forma ampla, sempre com viés social, seja por meio de projetos esportivos ou atividades de lazer e cultura. Pode ser que algumas das agremiações demandem reforma predial da quadra, como etapa inicial desse processo. Então, somente depois apresentarão projetos de vivência dentro desse espaço.

O modelo do edital será debatido com os presidentes das escolas de samba, e a participação será liberada para todas as agremiações, independente de estarem filiadas à Liga Independente das Escolas de Samba de Juiz de Fora (Liesjuf).

Logomarca da Funalfa

Ainda durante a entrevista coletiva foi apresentada a nova logomarca da Funalfa. Mais que uma readequação estética, a logo representa reformulação conceitual da fundação, que completa 40 anos em setembro deste ano.

Arte: Bruno Junqueira

* Informações com a Assessoria de Comunicação da Funalfa 3690-7044.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.