Juiz-foranos lotam Espaço Cidadão em sábado de vacinação


:: TM Cidade em 13/01/2018 15:04 ::

febre-amaarela_fernando.pngFila ágil manteve-se ao longo do dia, distribuindo cerca de cem doses por hora (Foto: Fernando Priamo)

Uma fila constante se formou na lateral do prédio do Espaço Cidadão chegando à Câmara Municipal, no Parque Halfeld, na manhã deste sábado (13). Durante as cinco horas (das 8h às 13h) em que o lugar recebeu a campanha de vacinação contra a febre amarela, a frequência manteve-se alta, distribuindo cerca de cem doses por hora.

Segundo Marcilene Chaves Costa, responsável pelo setor de imunização do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Juiz de Fora, a previsão era de que o posto provisório funcionasse apenas nesta data. A demanda durante a última semana, de acordo com a profissional, aumentou gradativamente, tanto nas Unidades Básicas de Saúde, quanto nos quatro postos fixos instalados na região do Museu Mariano Procópio, onde um macaco foi encontrado morto no último dia 3. “Atendemos 1.256 pessoas nesses quatro locais, além das 600 doses que foram feitas de casa em casa naquela área”, comenta Marcilene.

Localizados no Bahamas do Manoel Honório, no Bretas de Santa Terezinha, na Igreja Quadrangular do Democrata e no Centro Cultural Dnar Rocha, no Mariano Procópio, os postos criados emergencialmente não devem reabrir nesta semana, mas a imunização permanece nos espaços convencionais. “Na abordagem, nós perguntamos os motivos que levam as pessoas a se vacinar e percebemos, então, que ainda têm muitas que desconhecem a urgência e a necessidade”, pontua a servidora, reafirmando a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que basta apenas uma dose para que a pessoa esteja livre da infecção. “É importante comprovar a dose no cartão de vacinação”, observa.

Durante a semana, o vendedor Fabrício Carvalho, de 22 anos, não tem tempo para se deslocar até a UBS de São Pedro, no bairro onde mora. Quando sai para o trabalho, o local ainda não abriu as portas. Quando retorna, já está fechado. “Fora que as filas de lá são maiores”, conta ele, que, neste sábado, pediu uma rápida dispensa no emprego para se imunizar. “Dei uma fugida e vim quando me falaram que a fila estava rápida”, diz o jovem, que, em 20 minutos, conseguiu se vacinar. Para a dona de casa e estudante Marília Gabriela Muller, 37, moradora do Grajaú, o sábado foi providencial. “Faço curso em período integral, então, para mim foi a melhor opção”, pontua ela, última da família a se imunizar.

Para chegar a 95% da população

Região endêmica da febre amarela, Minas Gerais já contabiliza, desde julho de 2017, 460 ocorrências de mortes de macacos, em 114 municípios, sendo 21 casos confirmados em primatas. Entre 2016 e 2017, o estado contabilizou 475 pessoas infectadas com a febre amarela e 162 mortes. Atualmente possui 11 pessoas infectadas e nove mortes. Na Zona da Mata, Mar de Espanha foi a primeira cidade a confirmar um óbito por febre amarela, ocorrido no último dia 4. Outros dois casos na região estão sendo investigados, um em Goianá, a 50 quilômetros de Juiz de Fora, e outro em Barra Longa, distante em 340 quilômetros. Já existe a confirmação da morte de macacos por febre amarela em Mar de Espanha, Matias Barbosa, Santana do Deserto e Simão Pereira.

Segundo informações da Superintendência Regional de Saúde, a cidade já possui cobertura vacinal de 86,38% e precisa chegar aos 95% preconizados pelo Ministério da Saúde. Em coletiva realizada na última sexta (12), o subsecretário de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Rodrigo Said, chamou a atenção para a urgência de mobilização, tanto das prefeituras quanto dos cidadãos. “Temos a circulação do vírus em todo o estado, estamos no período sazonal da doença, com a presença do vetor, com todas as características climáticas favoráveis a esse processo. Então é preciso estar atento e focar na prevenção”, sugeriu Said.

The post Juiz-foranos lotam Espaço Cidadão em sábado de vacinação appeared first on Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios