Nadia contra o Estado Islâmico


:: El Pais em 14/01/2018 13:14 ::

Nadia Murad escreveu um livro porque deseja que o mundo entenda o que uma menina de 19 anos sente ao ser estuprada todo dia por vários homens. Quer que todos saibam que o que aconteceu com ela também acontece com as mulheres yazidis que ainda são escravas sexuais do Estado Islâmico (EI). Mas, acima de tudo, quer que seu depoimento sirva como prova no dia em que seus estupradores forem levados à Corte Internacional de Justiça, com sede em Haia (Holanda).

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios