Novo Audi RS 5: motor menor e torque melhor


:: TM Especiais em 14/01/2018 07:19 ::

ap090118-02.jpg

Logo depois da chegada da segunda geração do A5 (versão cupê do A4), era inevitável que a Audi estrearia sua versão mais extrema. Inicialmente, a fabricante só produzia a variante RS de um único modelo de sua gama. Mas, agora, RS 3 e TT RS – lançados no ano passado – convivem juntos com o RS 5, que vem com nova plataforma e soluções em segurança e dirigibilidade.

Além de utilizar nova plataforma, o RS 5 trocou de motor.

Antes um V8 de 4.2 litros, agora o modelo tem um V6 TFSi de 2.9 litros, proveniente do Porsche Panamera 4S. Foram acrescentados dois turbos para conseguir a mesma potência, ou seja, 450 cv e 61,2 kgfm de torque – mais torque que o antecessor e com entregas mais “fáceis”, desde as baixas rotações.

Todo esse poder é descarregado nas quatro rodas com uma repartição de 40/60 entre o eixo dianteiro e traseiro. A transmissão também recebeu mudanças, passando de uma dupla embreagem de sete velocidades para uma automática tradicional de oito marchas – menos veloz, mas mais assertiva. Em cifras, o novo Audi RS 5 precisa de somente 3,9 segundos para alcançar 100 km/h. O modelo segue “correndo” até que o limitador atue, nos 250 km/h – a velocidade máxima pode ser de 280 km/h se a restrição eletrônica for removida. Comparado ao modelo anterior, o RS 5 teve um “emagrecimento” de 60 kg, o que o deixou com um total de 1.665 kg.

ap090118-06.jpg

Por dentro, um mar de cor negra toma conta do habitáculo. Há combinações de fibra de carbono e alumínio, assim como algumas costuras contrastantes, insertos em Alcântara nas portas e tapeçaria em couro. Em geral, a sensação é de elegância, tudo em conjunto com a ergonomia. A habitabilidade foi melhorada graças aos centímetros extras ganhos em relação ao comprimento da nova plataforma modular MLB.

Uma característica que o deixa “bom de pista” são os modos de condução. Bem marcados e que atuam diretamente sobre a eletrônica, diferencial, direção, motor e suspensão, os controles garantem versatilidade e extraem o melhor que o carro pode oferecer em cada condição, especialmente na pista, onde o programa de vetorização de torque e o amortecimento – que deixa a suspensão mais baixa e firme – torna a experiência extremamente precisa. (Colaboração de Victor Alves / Auto Press)

Primeiras impressões

Como acontece em vários produtos do Grupo VW de tração nas quatro rodas, na pista, o RS 5 é mais racional do que esportivo. Na hora de frear, o sistema se mostra poderoso e, nas curvas, o modelo é bem rápido e seguro, baixando muito bem a força para o solo.

carro3.jpg carro1.jpg carro4.jpg carro2.jpg
<

>

Comparado com o BMW M4, por exemplo, o RS 5 é menos ágil, mas oferece mais segurança ao volante, o que proporciona mais confiança para encarar os obstáculos e curvas de uma pista de corrida. Mas o esportivo da marca de quatro argolas não nega uma pegada mais “mansa” nas ruas urbanas. Seu desenho elegante e sóbrio não é ostentador, o que ajuda na discrição, e o interior tem refinamento de primeira linha com tecnologia para usufruir nos passeios mais curtos, incluindo o vistoso sistema Audi Virtual Cockpit no cluster e o sistema multimídia com navegação integrada.

The post Novo Audi RS 5: motor menor e torque melhor appeared first on Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.