Pesquisadores de diferentes áreas oferecem disciplina Mediação Comunitária


:: UFJF em 06/02/2018 11:47 ::

fernando-guilhon-foto-alexandre-dornelas-300x204.jpg

Fernando Guilhon é o idealizador da proposta (Foto: Alexandre Dornelas)

Seis professores e pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento vão ofertar, em conjunto, a disciplina Mediação Comunitária, na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), neste semestre. O idealizador da proposta, professor Fernando Guilhon, conta que o objetivo é contribuir efetivamente para a melhoria das condições de vida da população de Juiz de Fora e região.

“A ideia surgiu da insatisfação com o resultado de algumas pesquisas acadêmicas que não contribuem efetivamente, segundo reclamações da comunidade, para a melhoria das condições reais de vida da população e da constatação que as soluções viáveis, de longo prazo, devem abarcar o maior número possível de áreas do conhecimento.

O objetivo é integrar o conhecimento das várias faculdades da Universidade à sociedade civil, trazendo soluções práticas e sustentáveis.”

A inscrição na disciplina é permitida a todos os estudantes da UFJF. Guilhon explica que a proposta foi elaborada a partir da teoria geral da mediação comunitária. “Essa vertente teórica visa a conferir autonomia à população e organizá-la para resolver seus próprios problemas. Buscaremos, na disciplina, analisar as várias percepções de profissionais do maior número possível de áreas de conhecimento, considerando roteiro semelhante: como você enxerga um problema social e como a comunidade, a universidade e o poder público poderiam resolvê-lo do ponto de vista prático.”

Soluções concretas para problemas reais

A intenção, destaca o professor, é “identificar soluções concretas para problemas reais em Juiz de Fora e região, em parceria com as comunidades, como a elaboração e execução de projetos de geração de renda, mutirões, organização comunitária, centros de mediação, programas de prevenção de doenças, sugestão de linhas de financiamento e assessoria às associações de bairro e instituições assemelhadas para obter recursos para realizar melhorias práticas.”

As aulas serão realizadas às quintas-feiras, das 19h às 22h, na Faculdade de Direito, pelos seguintes professores: Letícia Zambrano (Arquitetura e Urbanismo), Pedro Kopschitz Xavier Bastos (Engenharia), Ivana Moutinho (Medicina), Ângelo Cardoso Pereira (Economia), Fernando Guilhon (Mediação) e Frederico Riani (Direito Urbanístico e Financeiro).

Os interessados devem efetuar a matrícula entre os próximos dias 7 e 9, via Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (Siga). Vale ressaltar que o período regular para inscrição em disciplinas da graduação, a serem cursadas no primieor semestre de 2018, ocorreu de 1 a 4 de fevereiro. De amanhã (7) até a próxima sexta-feira (9) é permitido que realizar ajustes e/ou novas inclusões. Em caso de coincidência de horários entre matérias, é preciso procurar pela Coordenação do curso de graduação. O código da disciplina Processo de Mediação Comunitária Interdisciplinar é DPF060.

Outras informações: fernandoguilhondc@gmail.com

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.