25% das vagas cortadas são de pequenos negócios


:: TM Economia em 08/02/2018 07:27 ::

Juiz de Fora está entre os dez municípios mineiros que registraram maior perda de empregos em micro e pequenas empresas (MPE) em 2017, conforme informações divulgadas pelo Sebrae Minas a partir de dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Os pequenos negócios locais encerraram o ano com saldo negativo, diferença entre admissões e demissões, em 208 vagas. Este número corresponde a mais de 25% do total de 811 postos de trabalho que foram fechados na cidade em 2017. Desta forma, Juiz de Fora ocupa o sétimo lugar no ranking estadual de perda de empregos em MPE.

O resultado juiz-forano está na contramão da realidade do Estado de Minas Gerais, que obteve desempenho positivo na geração de empregos em pequenos negócios.

Ao longo do ano passado, foram criadas 36.055 vagas no estado, o segundo melhor saldo do país, atrás apenas de São Paulo, que criou 54 mil oportunidades. As cidades de Belo Horizonte, Betim e Uberlândia foram, nesta ordem, as que mais contribuíram em números. “Houve uma recuperação dos empregos criados pelas MPE mineiras. Se analisarmos o mesmo período, em 2016, o saldo foi negativo com a perda de 36.747 vagas”, avalia a analista do Sebrae Minas, Bárbara Alves.

Pequenos-neg%C3%B3cios.jpg

Para o analista do Sebrae na regional de Juiz de Fora, Gustavo Magalhães, o saldo negativo da cidade não é preocupante, pois, embora num ritmo mais lento, os pequenos negócios estão em processo de retomada de crescimento. “Nós tivemos uma grande perda de vagas ocorrida num passado recente, quando muitas micro e pequenas empresas fecharam ou, simplesmente, precisaram se reajustar ao cenário de crise enxugando o quadro de pessoal. O cenário já melhorou, e algumas empresas voltaram a contratar, mas ainda não foi suficiente para gerar um saldo positivo.” Ele explica que 2017 foi um momento de reestruturação interna. “Foi quando as empresas aprenderam a ser mais eficientes, mesmo enxutas, algo realmente desafiador.”

Comércio e serviços se destacam em JF

Os dados divulgados pelo Sebrae Minas mostram que o setor de serviços foi o maior gerador de empregos no estado, com a criação de 20.258 vagas. Em seguida está o comércio (7.996) e a indústria de transformação (3.067). Não há dados dos municípios, mas conforme Gustavo Magalhães, o desempenho setorial em Juiz de Fora foi similar nas diferentes áreas. “A cidade possui maior concentração de pequenos negócios nos segmentos de comércio e serviços, que apresentaram uma movimentação parecida.”

Segundo ele, as empresas que contrataram no ano passado abriram oportunidades para funções operacionais. “A nossa expectativa é que a médio e longo prazo sejam abertas mais vagas e em diferentes cargos, incluindo os de média gerência, que são os que possuem menores chances no mercado atual. Sabemos que a economia está atrelada a política, e que, em ano de eleição, não temos muita previsibilidade. Mas esperamos que a partir do segundo semestre e no próximo ano, o cenário econômico seja mais positivo.”

The post 25% das vagas cortadas são de pequenos negócios appeared first on Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.