Se a inflação caiu, por que o gás de cozinha e a gasolina subiram tanto?


:: El Pais em 08/02/2018 10:12 ::

Pesquisar preços antes de fazer qualquer tipo de compra é rotina há tempos na vida da dona casa Maria Abreu, de 69 anos, que ganha um salário mínimo (954 reais) de aposentadoria. Nos últimos meses, no entanto, um item tem frustrado sua buscas por ofertas baratas: o gás de cozinha. “Em outubro eu ainda conseguia achar um botijão de gás por 53 reais, mas esta semana já tive que pagar mais de 70 reais e em um dos lugares mais baratos da região. Tem gente pagando até 100 reais no botijão”, conta Maria que mora com a família no distrito de Pirituba, na zona Noroeste de São Paulo.

Geralmente, a aposentada compra dois botijões de 13kg por mês já que, além de preparar as refeições em casa para mais quatro pessoas, ela precisa cozinhar o milho que usa nas pamonhas que vende para ganhar um dinheiro extra. “A verdade é que ficou bem pesado, mas não posso ficar sem”, conta Maria que atualmente tem 14,5% do seu orçamento comprometido para pagar apenas o gás de cozinha.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios