O Casamento Como Fato Afetivo • Ivan Capelatto


:: Território Conhecimento em 09/02/2018 10:21 ::

Clique na imagem para ver o vídeo:
0.jpg

O casamento é uma das instituições humanas mais difíceis de definir. Ao longo da história, ele serviu nas suas origens como uma maneira de preservar a tribo, passou por uma fase em que servia para preservar o patrimônio de grupos e só muito recentemente na história da humanidade é visto como um fato afetivo.

Para falar desses vários, ângulos do casamento fato social, jurídico, afetivo, cultural, neste primeiro programa do módulo “o casamento como formação da identidade” o psicanalista Ivan Capelato investiga as relações entre o casamento e o nosso psiquismo. e apresenta uma abordagem incomoda e ousada.
Para Capelatto, a base afetiva do casamento não é o amor, mas sim a angústia. angústia que, segundo Freud e Lacan, nos move sempre na busca impossível para preencher um vazio existencial. E que acaba nos trazendo a aliança com o outro.

playlist Ivan Capelatto ► https://goo.gl/MvC5X2

facebook ► https://www.facebook.com/territorioconhecimento

twitter ► https://twitter.com/T_Conhecimento

Ivan Capelatto é psicoterapeuta, psicólogo clínico e professor do curso de pós-graduação em pediatria da faculdade de medicina da PUC

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios