Beneficiários do “Passe Fácil Estudante” devem se atentar ao novo sistema de reconh ecimento facial nos ônibus


:: Diário Regional em 12/02/2018 13:33 ::

Para impedir fraudes no uso dos cartões de gratuidade nos ônibus, a Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) implantou sistema de reconhecimento facial, que já está sendo usado em todos os veículos. Assim, a Secretaria de Educação (SE) está alertando os alunos da rede municipal, beneficiários do programa municipal “Cartão Passe Fácil Estudante”, que podem ter seu documento bloqueado, caso seja constatado seu uso indevido.

O reconhecimento é feito por câmera acoplada ao validador da passagem. Quando o usuário passar o cartão na máquina, a imagem de seu rosto será capturada e comparada com a do cadastro, devendo corresponder à do titular.

Em caso de eventual irregularidade, o cartão será bloqueado por 30 dias. Quando o validador não liberar a roleta do ônibus por causa do bloqueio, o usuário terá a opção de pagar a passagem ou entregar o cartão ao cobrador, e seguir viagem.

Em caso de bloqueio, o estudante deverá procurar o Consórcio Integrado de Transporte Urbano (Cinturb), para ser informado sobre o motivo do bloqueio, tendo cinco dias para recorrer. O recurso será analisado, e o resultado publicado no Diário Oficial.

Além dos beneficiários do “Passe Fácil Estudante”, o sistema de reconhecimento facial está valendo para outros portadores de gratuidade do trasnporte público: idosos, deficientes sem ou com acompanhante, rodoviários, portadores de passe livre e usuários do bilhete único.

A SE está com as inscrições do “Cartão Passe Fácil Estudante” abertas até 28 de março. O benefício é destinado a alunos da rede municipal de ensino que residem a mais de um quilômetro da escola e possuem renda familiar baixa.

Fonte: Assessoria / PJF

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.