Monstros, santos e intrigas: novo livro revela a fascinante história dos Papas


:: El Pais em 13/02/2018 22:23 ::

Lido a frio, qualquer história do Papado romano escandalizaria ao afirmar que “o Vaticano é um lugar idôneo para cometer um crime”. Quem faz isso o historiador John Julius Norwich, autor do livro Os Papas. A história (publicado em português por Civilização Editora). Norwich argumenta e documenta essa tese muito antes de chegar ao capítulo dedicado a João Paulo I, que pontificou ali por apenas trinta dias, em meados de 1978.

Morreu assassinado enquanto dormia? Segundo Norwich, “é o maior mistério papal dos tempos modernos”. João Paulo I detestava a pompa e estava empenhado em devolver a Igreja às suas origens, à humildade e à simplicidade, honestidade e pobreza de Jesus Cristo. Sua recusa em ser coroado com toda a parafernália habitual havia horrorizado os tradicionalistas. Se chegasse a viver muitos anos, sem dúvida teria realizado a revolução que João XXIII não conseguiu levar a cabo com o Concílio Vaticano II. A Cúria estava claramente assustada.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios