Potências da América Latina aprofundam o isolamento de Maduro na região


:: El Pais em 15/02/2018 12:14 ::

O Governo venezuelano está cada vez mais isolado na região. É a primeira consequência da convocatória de eleições presidenciais para 22 de abril, uma decisão unilateral tomada pelo regime chavista na semana passada sem o aval da oposição. O calendário e as regras do jogo dessas eleições receberam na terça-feira o sonoro repúdio dos 14 países que integram o Grupo de Lima, entre os quais figuram as maiores potências da América Latina.

Os chanceleres reunidos na capital do Peru analisaram o cenário configurado após o fracasso da mesa de diálogo na República Dominicana. A ministra peruana das Relações Exteriores, Cayetana Aljovín, anunciou que a presença do mandatário venezuelano, Nicolás Maduro, “já não será bem-vinda” na Cúpula das Américas que acontecerá em Lima de 13 a 14 de abril.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios