Formações táticas do passado explicam o 4-2-4 idealizado por Carille


:: Tostão em 07/03/2018 02:36 ::

Contra o Santos, o Corinthians jogou, mais uma vez, no 4-4-2, com duas linhas de quatro e dois meias ofensivos, sem centroavante. Não foi no 4-2-4, dito por Carille. Nessa formação, apenas dois jogadores do meio-campo participam da marcação. O Corinthians marcou com quatro (dois volantes e um jogador de cada lado). Leia mais (03/07/2018 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios