PJF elabora plano de ações para atender ocorrências causadas pela chuva


:: Diário Regional em 11/03/2018 18:24 ::

Todas as equipes que integram o Plano de Contingência da Prefeitura de Juiz de Fora estão trabalhando a todo vapor para atender o grande número de chamados recebidos desde o fim da noite desse sábado, 10, e a madrugada deste domingo, 11. O prefeito Bruno Siqueira esteve coordenando os trabalhos pessoalmente na sede da Defesa Civil.

Juiz de Fora foi atingida por uma forte chuva, com volume intenso de precipitação num curto espaço de tempo, sendo considerada umas das maiores dos últimos anos. Por isso, a Defesa Civil registrou 59 ocorrências até o momento, sendo 20 na Sudeste, 13 na Norte, 11 na Leste, 8 na Nordeste, 4 na Oeste, 2 no Centro e 1 na Sul.

Os pluviômetros do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), instalados em diversos pontos da cidade, mostraram, nas últimas 24 horas, o índice de 74.38mm na Represa, 69.39 em Ponte Preta, 64.34mm em Santa Rita de Cássia, e 55.62mm em Igrejinha.

Além da Defesa Civil, as equipes da Secretaria de Obras, Departamento de Limpeza Urbana (Demlurb), Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) e da Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) também estão mobilizadas.

No momento, o nível do Rio Paraibuna já marca de 3m29, sendo que entre meia noite e três horas da madrugada deste domingo, o curso d’água subiu quase dois metros.

Os atendimentos estão relacionados a ameaças e deslizamentos de taludes, trincas em piso, ameaças e queda de árvore, infiltração em piso, enxurradas, alagamentos e rua danificada.

Além dos destaques já passados anteriormente, também houve escorregamentos de talude nas Ruas Pedro Trogo, e Francisco Pereira, ambas no Santo Antônio; e na Rua Angelino Beligoli, no Filgueiras.

A Secretaria de Obras (SO) está atendendo a ocorrências de quedas de barreiras na Estrada da Lagoa e também no trecho asfaltado do entroncamento para Torreões.

Outra equipe da SO está avaliando a situação de outra queda de barreira em Sarandira. Além disso, na Rua Rosalina Praxedes de Albuquerque, no Cesário Alvim a via foi interditada totalmente pela Settra a pedido da Defesa Civil devido a um deslizamento de barranco. A Settra também sinalizou um afundamento de calçada, na Rua Diva Garcia, próximo ao córrego, no Linhares.

O Demlurb atendeu áreas emergenciais e centrais, em razão de serem vias de grande movimentação. Equipes realizaram a limpeza da barreira que caiu no bairro Borboleta e no São Pedro; no Bairro Jardim Esperança, o departamento está atuando com o serviço de lavação e também de recolhimento de materiais nas vias, danificadas pelas fortes chuvas e, nas ruas centrais, foi efetuada a varrição e retirada do barro. Outras demandas serão atendidas através de um planejamento de trabalho estratégico e especial para a ocasião.

De acordo com a Cesama, duas elevatórias de água foram atingidas pelas chuvas. A elevatória do bairro Democrata foi inundada e a Cesama está realizando a substituição do motor da unidade. O abastecimento está interrompido no momento e assim que os serviços forem concluídos, a elevatória voltará a funcionar. A previsão é de que fornecimento de água seja regularizado durante a tarde deste domingo. Na elevatória do JK, entrou água no quadro elétrico de comando da bomba. Empregados da companhia estão realizando os reparos e a unidade está parada. A previsão é de que o abastecimento seja retomado também durante esta tarde. As equipes da Cesama estão empenhadas, ainda, em reparos de redes de esgoto rompidas e entupidas. Os casos onde há risco estão sendo priorizados. Os atendimentos estão sendo feitos por meio do teleatendimento da companhia, por meio do telefone 115.A Defesa Civil atende 24 horas pelo telefone 199.

Fonte: Assessoria

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios