UFJF inaugura novo prédio da Faculdade de Comunicação nesta quinta-feira


:: Diário Regional em 14/03/2018 20:28 ::

A Faculdade de Comunicação (Facom) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) inaugurou oficialmente, nesta quinta-feira, 15, suas novas instalações, entre os prédios das faculdades de Economia e de Farmácia. O momento é aguardado com ansiedade não só por alunos, servidores técnico-administrativos e professores, mas também por ex-alunos e agora profissionais formados pela unidade acadêmica, que funcionou por 28 anos em um prédio entre as faculdades de Direito e de Educação.

“Começamos a mudança no ano passado, logo que o segundo semestre de aulas terminou, com a desmobilização do equipamento – desmontagem, separação de material para transporte e retirada dos ambientes onde eles estavam”, explica o diretor da Faculdade, Jorge Felz.

“A movimentação para o novo prédio começou na segunda semana de fevereiro, mas acabou demorando um pouco mais do que o inicialmente previsto, pois, apesar do prédio antigo ser menor, havia muito equipamento a ser transportado”.

O trabalho, segundo o professor, começou com a desmontagem de todos os estúdios e demais laboratórios informatizados. “Muitos dispositivos são analógicos, então tivemos que identificar o que realmente poderia ser levado para o novo prédio e o que deveria ser encaminhado à Coordenação de Sustentabilidade, onde haveria a desmobilização patrimonial correta. No fim, conseguimos reaproveitar 70% da estrutura. O mobiliário, até por uma necessidade de ser otimizado, também foi redistribuído”, pontua.

Com 4.900 m² de área edificada, o novo prédio da Facom teve seu processo de construção iniciado em 4 de junho de 2014, sendo entregue no último dia 20. “Já estamos operando totalmente no novo prédio, enquanto o antigo já está sendo remanejado pelas faculdades de Administração e de Serviço Social, que vão utilizá-lo conjuntamente”, aponta Felz. “O local tem uma longa história, mas já não atendia nossas necessidades. Por isso, a sensação diante da mudança é de tranquilidade, pois nossas novas instalações oferecem uma condição de trabalho muito melhor”.

O contrato (CT003/14) que engloba as obras da Facom também contempla a Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid – Ginásio Poliesportivo e Prédio de Ginásticas e Lutas) e o Anexo Administrativo da Pró-reitoria de Infraestrutura (Proinfra). O custo da obra da Faculdade de Comunicação foi de, aproximadamente, R$1,8 milhão.

Um novo horizonte

A unidade agora conta com sete salas de aulas para a graduação e duas para a pós-graduação; biblioteca e hemeroteca – ambiente onde se encontram coleções de jornais, revistas, periódicos e obras em série; um estúdio de áudio e três salas de edição; dois estúdios de TV; uma sala de redação de radiojornalismo e dois estúdio de gravação; uma sala de edição e pós-produção em TV; um estúdio de fotografia e iluminação; um laboratório de fotografia; um laboratório de computação gráfica; duas salas de redação informatizada; e um laboratório de edição de áudio.

Também foram construídas uma sala para agência experimental de notícias; uma sala de cenografia e expressão corporal; uma sala de demonstração; uma sala para a empresa júnior da Faculdade; salas administrativas; um anfiteatro com capacidade para receber 160 pessoas e outros espaços destinados às atividade de ensino, pesquisa e extensão. Os ambientes estão distribuídos em cinco andares, sendo um de subsolo e os demais acima do nível da rua. Há dois conjuntos de sanitários para pessoas com deficiência no subsolo e no primeiro, segundo, terceiro e quarto pavimentos.

“É um espaço que foi pensado como uma faculdade de Comunicação em crescimento, com um curso de doutorado, laboratórios adequados e salas de aula confortáveis. Jamais esqueceremos nossa trajetória no antigo prédio, mas é hora de olhar para frente e visar as novas oportunidades que estão se apresentando para nós. Agora podemos trabalhar de forma a avançar ainda mais com os cursos de Jornalismo e Rádio, TV e Internet, garantindo mais 60 anos de formação bem sucedida”, avalia o professor Felz, fazendo referência às seis décadas de existência da unidade acadêmica, celebradas no ano passado.

Ainda segundo o gestor, que está às vésperas de concluir seu período como diretor da Facom, a estrutura permitirá à Universidade ampliar a qualidade do ensino e da formação ofertada. “Essa estrutura foi pensada para manter o aluno por muito mais tempo dentro da Faculdade, não só como um local de passagem. Para que ele utilize mais o espaço e infraestrutura que a graduação e pós-graduação têm disponível. Deixamos de ter laboratórios quase exclusivamente dedicados a aulas, permitindo o uso deles por projetos e programas. Por meio desse processo, alcançaremos um novo nível de excelência”.

A solenidade de inauguração do novo prédio acontece às 9h, seguida por uma aula magna ministrada pela ex-aluna da Facom e professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Raquel Paiva. A pesquisadora falará sobre o tema “Cartografia do comum: narrativas possíveis da cidade e do jornalismo”. O evento será aberto e gratuito para todos os interessados.

Anúncios