Biógrafo de Chávez: “Maduro está mais próximo de Pinochet que de Allende”


:: El Pais em 11/04/2018 14:46 ::

Alberto Barrera Tyskza (Caracas, 1960) trocou por alguns dias as ruas do México, onde reside desde que teve de deixar a Venezuela, pelas de Paris para promover o lançamento em francês de seu romance mais bem-sucedido, Patria o Muerte (Prêmio Tusquets 2015). Mas o escritor, que ao lado de Cristina Marcano escreveu uma biografia de Hugo Chávez (Chávez sem uniforme, una história personal, de 2005) que soube retratar todo um país por meio da doença e morte de Hugo Chávez não se sente com forças para escrever uma segunda parte retomando a história com a eleição de Nicolás Maduro e a vertiginosa crise sem fim em que a Venezuela parece mergulhada.

“Neste momento, a tragédia é tão impactante que não permite uma elaboração literária”, lamenta. “Você anda pela rua e vê gente recolhendo lixo ou que morre porque não tem suprimentos médicos. Leva muito tempo para que isso possa se tornar literatura. Agora é só tragédia.”

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios