Identificado suspeito de entregar facão a agressor de jovem que teve as mãos decepadas


:: TM Cidade em 12/04/2018 19:41 ::

maos-decepadas-leo-3.jpgAlém de ter tido mãos decepadas, garoto de 13 anos sofreu corte profundo na altura do pescoço (Foto: Leonardo Costa)

A Polícia Civil já identificou o segundo suspeito de envolvimento na tentativa de homicídio contra o adolescente de 13 anos que teve as duas mãos decepadas, na Vila Olavo Costa, na Zona Sudeste. O homem é irmão do suspeito, de 31 anos, preso no último dia 3.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada de Homicídios, Rodrigo Rolli, duas testemunhas ouvidas durante o inquérito apontaram que seria essa pessoa responsável por buscar o facão, para que o crime fosse cometido, em 27 de março.

LEIA MAIS: Adolescente fingiu estar morto para sobreviver em crime na Vila Olavo Costa

“Quando ouvimos o adolescente, ele nos relatou que, enquanto era agredido, ouviu seu agressor gritar para outro morador levar uma faca”, ressaltou Rolli, acrescentando que irá solicitar à Justiça a prisão temporária desse segundo suspeito identificado e que deverá concluir o inquérito na próxima semana.

Para o delegado Rodrigo Rolli, as circunstâncias do crime relatadas pelo adolescente, em depoimento prestado nesta terça-feira (10), e o corte profundo sofrido por ele na nuca levam a crer que o criminoso pretendia também decapitar a vítima. A investigação aponta que o garoto estava na rua, na companhia de dois outros jovens, na porta da casa do suspeito. O adolescente estava de muletas, porque tinha quebrado a perna há pouco tempo, e o suspeito saiu do imóvel dando um chute para derrubá-lo, dificultando a sua defesa. Neste momento, o agressor teria gritado para uma terceira pessoa, solicitando o facão.

A história do adolescente chocou pela frieza e crueldade às quais foi submetido. Com faixas enroladas nas extremidades dos braços, o garoto revelou à Polícia Civil, em seu depoimento, ter se fingido de morto no chão para sobreviver. A tentativa de assassinato contra o adolescente pode ter sido praticada como vingança ao duplo homicídio ocorrido três dias antes, na Rua Hortogamini dos Reis, na Vila Olavo Costa. O suspeito de decepar as mãos do garoto é parente de Elder Luiz Diógenes Justino, 26, executado no interior de um bar com oito tiros, e principal alvo do duplo assassinato, que também tirou a vida de Washington dos Reis, 38, encontrado morto com três perfurações à bala, próximo ao bar.

A hipótese mais provável, como aponta a investigação, é que o crime tenha sido motivado por vingança do agressor que acreditava que o garoto havia informado aos executores a localização das vítimas do duplo assassinato. Todavia, em seu depoimento, o menino negou ter sido o informante, dizendo que apenas foi perguntado na rua se teria visto o Elder e que não sabia que estavam no local para matá-lo.

O suspeito já preso confessou o crime e alegou legítima defesa. Ele afirmou ter sido cercado e ameaçado de morte pela vítima e por outros dois indivíduos na manhã daquele dia. Posteriormente, teria discutido com o adolescente que, na versão dele, estaria armado com um facão. O homem afirma ter conseguido desarmá-lo e feri-lo com o mesmo instrumento.

The post Identificado suspeito de entregar facão a agressor de jovem que teve as mãos decepadas appeared first on Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios