JF participa de encontro com ministro da Cultura, artistas e gestores culturais


:: Diário Regional em 12/04/2018 17:02 ::

Juiz de Fora, representada pelo superintendente da Funalfa, Rômulo Veiga, foi uma das cidades convidadas para o encontro “Rede Juntos Cultura”, realizado na última terça-feira, 10, em São Paulo. A reunião foi conduzida pelo Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, com participação dos secretários de municípios como Salvador, São Paulo, Paraty e Teresina, entre outros, além de especialistas, artistas, representantes da imprensa, da Fundação Itaú Cultural e de diversas organizações. A “Rede Juntos Cultura” funciona como espaço de debate, troca e reflexão sobre os desafios e soluções para a gestão pública municipal.

“Foi uma oportunidade muito rica e rara.

Rara porque municípios de médio porte dificilmente se encontram com o Ministro da Cultura, principalmente com a oferta de tempo que nos foi dada, tanto com o ministro quanto com a Subsecretária de Desenvolvimento Econômico do MinC,” observa Rômulo. No encontro, que teve participação de cerca de 20 pessoas, foram colocadas metas nacionais de cultura. “São objetivos que exigem a capacidade de conexão, principalmente nos arranjos produtivos regionais, que têm sido uma meta interessante do Ministério.”

O superintendente da Funalfa afirma que o encontro também serviu para que os municípios colocassem suas dificuldades, no intuito de que o MinC possa criar soluções e alavancar políticas culturais em todo o território. “Foi uma reunião muito produtiva e que, de certa forma, destacou o protagonismo de Juiz de Fora, que vem mantendo parcerias importantes”, observa Rômulo, citando a Comunitas, uma organização civil cujo objetivo é contribuir para o aprimoramento dos investimentos sociais corporativos e estimular a participação da iniciativa privada no desenvolvimento social e econômico do país.

O superintendente da Funalfa destaca que a reunião em São Paulo abriu alguns leques de ação. “Vamos buscar conexões com outros municípios. É possível sim alinhar ações conjuntas pensando em dimensões regionais e investir no networking para elencar políticas públicas com auxílio do MinC, do Fundo Nacional de Cultura e do Fundo Setorial do Audiovisual, por exemplo.”

Fonte: Assessoria

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios