FIEMG encerra gestão com avanços para a economia regional


:: TM Especiais em 15/04/2018 07:05 ::

FIEMG-capa.jpg
“Foi um desafio grande. Saio com a consciência tranquila do dever cumprido junto às indústrias de Juiz de Fora”. Assim o presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG) – Regional Zona da Mata, Francisco Campolina, definiu a experiência de gerir por 16 anos (2002-2018) a entidade que, sob seu comando, ganhou sede própria, em Juiz de Fora, após quase 80 anos de atividade do Sistema.

“A experiência foi muito importante para mim. Nós tínhamos o desafio, como líder sindical, de fazer uma cidade melhor, uma indústria melhor e tenho absoluta certeza de que não fiz tudo o que era necessário, mas fiz tudo o que foi possível e um pouco mais”, afirma Campolina.

No próximo dia 24 de maio, a Regional terá novo comando a partir da indicação da diretoria estadual eleita na última quinta-feira, por meio do Conselho de Representantes, do qual Campolina seguirá fazendo parte como presidente do Sindicato das Indústrias de Malharias de Juiz de Fora.“Quero continuar ajudando a cidade com a experiência adquirida e o relacionamento que nós, da Regional Zona da Mata, fizemos com o Governo do estado. O amadurecimento político da entidade é algo a se destacar. Conseguimos, junto com diversas lideranças políticas, investimentos governamentais nos últimos anos que nenhuma outra Regional conseguiu, como o Aeroporto Regional Presidente Itamar Franco- incluindo os esforços para sua privatização – e a construção da estrada de acesso à BR-040”, destaca o líder empresarial.

16 anos em conquistas e números

No período entre 2002 e 2018, a Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG) – Regional Zona da Mata realizou inúmeras iniciativas para fomentar o desenvolvimento regional, aumentar a competitividade industrial, defender os interesses da classe e contribuir para a educação de qualidade e capacitação profissional. Abaixo, listamos algumas delas:

✔ Perspectivas de Desenvolvimento para a Zona da Mata

O projeto desenvolvido pela FIEMG “Perspectivas de Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira” é um marco na história regional. A iniciativa, que contou com o apoio de 11 deputados federais, seis deputados estaduais e mais de 80 prefeituras, reúne mais de 20 propostas de ações para o fomento da economia regional. Orçadas em mais de R$ 500 milhões, essas propostas, apresentadas ao Governo de Minas, já resultaram em investimentos da ordem de R$ 90 milhões. A iniciativa estimulou, ainda, as proposições: PLC 34/2015, para criação da Região Metropolitana de Juiz de Fora, de autoria do deputado estadual Antônio Jorge (PPS); e PLC 3.145/2015, de autoria do deputado estadual Lafayete Andrada (PRB), que trata da política de recuperação industrial para a Zona da Mata Mineira, concedendo Tratamento Tributário Diferenciado (TTD) para estabelecimentos industriais localizados na região.

Educação

  • Foram investidos em educação nas unidades SESI/SENAI da região cerca de R$ 55 milhões, valor que deve chegar a R$ 72 milhões de acordo com os projetos em andamento. Esses recursos propiciaram educação de qualidade para os 236.278 matriculados nas escolas SESI/SENAI da Zona da Mata neste período.
  • Mais de 40 municípios da Zona da Mata, através da Escola Móvel SESI/SENAI, também receberam cursos de formação continuada, destinados a atender às necessidades imediatas e específicas de formação profissional das indústrias. A iniciativa beneficiou gratuitamente 5.700 alunos em toda região.
  • Outra ação de grande destaque foi a aquisição de terreno de 12 mil m², no qual será construída a nova escola de período integral SESI/SENAI, com capacidade para atender 2.400 alunos, no bairro Mariano Procópio, em Juiz de Fora, e que deve estar concluída até o ano de 2020.
  • Três mil e setecentos estagiários foram inseridos no mercado de trabalho, por meio do Instituto EuvaldoLodi (IEL).
  • Novas escolas SESI/SENAI foram implantadas nas cidades de Pirapetinga, São João Nepomuceno, Visconde do Rio Branco e Juiz de Fora. As já existentes nas cidades de Cataguases, Ubá e São João Del Rei foram modernizadas. Sem contar a criação do Núcleo de Tecnologia Gráfica “Sérgio Picoli” e da nova escola de Alimentos e Panificação “Ormeu Baptista de Castro” instalados no SENAI CFP “José Fagundes Netto”.

FIEMG-2.jpg

✔ Educação superior

Para promover a educação superior, a FIEMG inaugurou a Faculdade SENAI de Tecnologia (FATEC) em Juiz de Fora, com o curso de Produção Automobilística. Além disso, com a oferta do Programa Futuros Engenheiros, 207 universitários já se formaram gratuitamente nos cursos de Operação de processos em mecânica industrial e Operação de processos de instalações elétricas, após terem a oportunidade de praticar seus conhecimentos nos modernos laboratórios do SENAI. As inscrições para as turmas do 2º semestre de 2018 do Programa estão abertas e vão até 6 de maio.

✔ Jurídico

O Departamento Jurídico realizou cerca de 6 mil atendimentos e propôs as duas únicas Ações Diretas de Inconstitucionalidade – ADI’s em oposição a leis municipais da história de Juiz de Fora: contra a limitação para instalação de estações de telecomunicações em geral e contra o projeto que pretendia instituir o feriado municipal do Dia da Consciência Negra, atribuição exclusiva da União

✔ Internacionalização

Com a colaboração da FIEMG diversas indústrias internacionalizaram seus negócios, por meio de mais de 3 mil atendimentos diretos e pela emissão de 1.348 Certificados de Origem.

✔ Meio Ambiente

Foram mais de 1.600 atendimentos, muitos para obtenção e renovação das licenças ambientais de micro, pequenas e médias indústrias da Zona da Mata

✔ Cultura

A FIEMG fomentou o desenvolvimento cultural por meio de inúmeras apresentações artísticas de altíssimo padrão, assim como atuou de forma articulada junto à Codemig, para a liberação de R$ 6 milhões que garantiram o término das obras de reforma do Teatro Paschoal Carlos Magno em Juiz de Fora

FIEMG.jpgCom investimento de R$ 2 milhões, sede da entidade contribuiu para o fortalecimento da imagem da indústria, na avaliação do presidente Francisco Campolina que, ao lado da diretoria, conduziu importantes realizações para a região (Foto: Divulgação)

✔ Linhas de Crédito

Por meio do Departamento Econômico/Posto de Informações BNDES e Correspondente Bancário BDMG, foram atendidos cerca de 8 mil empresários, totalizando liberação de crédito no montante aproximado de R$ 500 milhões.

✔ Treinamentos e Capacitação

Em cerca de 270 treinamentos, a FIEMG contribuiu para a atualização profissional de mais de 5 mil pessoas. Outras 77 mil participaram de 3 mil eventos, entre seminários, fóruns e palestras

✔ Tributação

Atuação junto ao poder público na redução de ICMS para as áreas têxtil, calçados e móveis, por meio da instituição de Regime Especial de Tributação (RET) e na isenção de IPTU para novas indústrias instaladas na Área de Especial Interesse Econômico de Juiz de Fora, via Lei Municipal 12.105/2010

✔ Novos investimentos

Trabalho efetivo para atrair novos investimentos, viabilizando, por meio da articulação de um consórcio de 19 indústrias, a implantação de gás natural em Juiz de Fora. Com o apoio à aplicação do Decreto 45.218, a cidade atraiu cinco novas indústrias, com geração de 1.500 empregos diretos.

✔ Saúde e qualidade de vida

Juiz de Fora e Ubá ganharam, por meio do SESI, Unidades de Segurança e Saúde no Trabalho, que atualmente atendem mais de 68 mil pessoas. A academia de ginástica e o parque aquático do Centro Esportivo do Trabalhador do SESI “José Weiss” também são realidade em Juiz de Fora.

✔ Polo Moveleiro

A FIEMG foi responsável pela elaboração do Plano de Desenvolvimento e Integração do Polo Moveleiro de Ubá, englobando também os municípios de Rodeiro, Guidoval, Visconde do Rio Branco, Tocantins e Piraúba. A entidade apoiou a realização de todas as edições da FEMUR – Feira de Móveis de Minas Gerais, promovida pelo Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind).

conteudo-anunciante3-700x44.jpg

The post FIEMG encerra gestão com avanços para a economia regional appeared first on Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios