Brasileiro não é nacionalidade, é profissão


:: Gregorio Duvivier em 16/04/2018 03:00 ::

Peço licença para um pouco de sociolinguística de botequim. Não que antes eu fizesse, por aqui, sociolinguística séria. Mas fazia outras coisas de botequim: poesia de botequim, política de botequim, economia de botequim. A crônica, afinal, não passa da botequinização dos assuntos. Leia mais (04/16/2018 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios