Projeto de extensão em psicologia escolar completa 20 anos


:: UFJF em 16/04/2018 10:58 ::

O projeto de extensão Serviço de Atendimento em Psicologia Escolar e Educacional (Seape), desenvolvido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), tem como objetivo divulgar, integrar e formalizar, por meio do Centro de Psicologia Aplicada (CPA), a prestação de serviços de consultoria e atendimento psicoeducacional a instituições educativas.

A professora do Departamento de Psicologia da UFJF, coordenadora e idealizadora da iniciativa, Marisa Cosenza Rodrigues, ressalta que a ideia é viabilizar o atendimento aos pais, crianças, adolescentes, professores e equipes pedagógicas dos diferentes níveis de ensino das redes pública e privada de Juiz de Fora.

“A psicologia escolar/educacional vem se definindo como uma importante área no cenário das práticas psicológicas e tem buscado a otimização do processo ensino-aprendizagem, considerando os aspectos cognitivos, afetivos e sociais bem como a melhoria das relações interpessoais e institucionais no contexto educativo.”

Atuação junto à comunidade escolar

Desde sua implantação, no ano de 1998, (Seape) atendeu inúmeras escolas de Juiz de Fora, tanto da rede pública quanto da rede privada de ensino, considerando diferentes níveis de escolaridade, incluindo o Colégio de Aplicação João XXIII. Atualmente, segundo a coordenadora, as atividades são desenvolvidas em duas instituições de educação infantil: escolas municipais Santana Itatiaia, localizada no campus sede da UFJF, e Catarina Laborê, no bairro São Mateus. Uma instituição pública de ensino fundamental e médio do bairro São Pedro também recebe consultoria por meio de um projeto voltado para a orientação de estudos.

Marisa Cosenza explica que as escolas podem encaminhar demandas ao projeto extensionista, via Centro de Psicologia Aplicada (CPA), no primeiro trimestre de cada ano. As solicitações são analisadas pela equipe, composta pela professora e dois bolsistas, além de quatro estudantes do curso de Psicologia voluntários e uma colaboradora bolsista do Programa de Educação Tutorial (PET). “Consideramos sempre a viabilidade de consultoria e atendimento na ótica que rege atualmente o projeto, ou seja, a ótica proativa de intervenção que privilegia ações preventivas grupais e se distancia da lógica mais tradicional: individual e remediativa.”

Prevenção e promoção da saúde

Dentre as atividades desenvolvidas pelo projeto extensionista estão: levantamento do perfil escolar; análise da situação escolar e do desenvolvimento do educando, envolvendo a percepção do processo do ponto de vista da criança/adolescente, pais e professores; planejamento da intervenção junto à comunidade escolar; acompanhamento e avaliação das ações psicoeducacionais implementadas. “Realizamos ações de cunho preventivo e de promoção de habilidades psicossociais e socioemocionais, visando a minimizar a médio e longo prazos problemas relacionados, por exemplo, à violência, fracasso escolar, baixa autoestima, e autoconceito”, acrescenta Marisa.

As instituições de ensino interessadas em participar do projeto devem procurar o Centro de Psicologia Aplicada da UFJF, na rua Santos Dumont, 214, no bairro Granbery. O horário de atendimento é das 8h às 12h e das 13h às 21h, de segunda a sexta-feira.

Outras informações: (32) 3216-1029 e (32) 3217-8253

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios