Rússia e Síria dificultam o acesso de inspetores à zona do ataque químico


:: El Pais em 16/04/2018 18:53 ::

Dois dias depois de ter chegado a Damasco, a equipe de inspetores enviada pela Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ) continua sem poder ter acesso a Duma, localidade situada cerca de dez quilômetros a leste da capital síria, onde no dia 7 surgiu a denúncia de um ataque letal com gás tóxico. O regime sírio e seus aliados militares russos, que controlam o último reduto abandonado pela oposição na localidade rebelde de Guta Oriental, alegaram razões de segurança para impedir a passagem dos investigadores internacionais.

Na noite de sexta-feira, aviões dos Estados Unidos, França e Reino Unido bombardearam centros de pesquisa de armamento sírios em resposta ao ataque em Duma. O porta-voz do Ministério da Defesa russo afirmou nesta segunda-feira que a OPAQ poderá entrar na cidade da periferia de Damasco na quarta-feira, informa a Reuters.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios