Desafios da educação brasileira são abordados na posse da nova diretoria da Faced


:: UFJF em 17/04/2018 15:38 ::

faced.jpg

Cerimônia contou com participação do reitor Marcus David e da vice-reitora Girlene Silva (Foto: Gustavo Tempone/UFJF)

A nova diretoria da Faculdade de Educação (Faced) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) tomou posse na segunda-feira, dia 16, em cerimônia realizada na Sala de Multimeios Paulo Freire. Os professores Alvaro de Azeredo Quelhas e Núbia Aparecida Schaper Santos assumiram como diretor e vice-diretora, respectivamente, enquanto os professores André Silva Martins e Paulo Henrique Dias Menezes concluíram seus mandatos à frente da unidade acadêmica.

O evento, que lotou o espaço, contou com a presença do reitor Marcus David, da vice-reitora Girlene Silva, além de pró-reitores, professores, servidores técnico-administrativos em educação e estudantes.

O reitor Marcus David avalia que o momento de troca de gestão em uma unidade acadêmica é uma importante ocasião para refletir sobre o trabalho realizado por uma gestão que está encerrando seu mandato, bem como uma oportunidade para desenhar os trabalhos a serem feitos pela nova. “A direção cumpre duas funções fundamentais: além de lidar com os desafios internos, contribui na condução da Universidade como um todo. Os diretores e diretoras compõem o Conselho Superior, debatendo e construindo as políticas que vão orientar a instituição.”

Adiantou, ainda, que, “numa Faculdade de Educação, isso é ainda mais presente. E é importante destacar que os professores André e Paulo cumpriram esses papéis, sendo importantíssimos para um esforço de organização e reconstrução da UFJF, que executamos nos dois últimos anos. Considerando a capacidade já demonstrada pelos professores Álvaro e Núbia e seu potencial para contribuir ainda mais, os dois, certamente, vão contribuir com essa nova fase da instituição, ajudando a traçar novos caminhos para o desenvolvimento acadêmico da UFJF.”

Desafios
O novo diretor, Álvaro Quelhas, destacou os desafios apresentados pelo contexto no qual começa a empenhar sua função, que, para ele, reforçam a importância da Universidade para a sociedade. “Sinto-me muito honrado por estar assumindo nesta sala, recentemente batizada com o nome do patrono da educação brasileira. Aqui, damos nosso primeiro passo para afirmar os princípios que foram construídos coletivamente e que vão sempre nos nortear, como valorizar as práticas acadêmicas administrativas, para fortalecer as relações interpessoais, criando condições para consolidar a Faced como um espaço de convivência, de valorização da diversidade humana e de produção de conhecimento.”

Para o pesquisador, é imprescindível consolidar e aprimorar a inserção política e acadêmica da Faced no âmbito da UFJF e de diferentes instâncias da sociedade, para fortalecer os laços entre produção acadêmica e sociedade, bem como os processos de formação humana e profissional, no âmbito da graduação e da pós-graduação. “Defendendo as necessidades e particularidades da Faced, mas tendo em conta que deve prevalecer o caráter republicano em nossa instituição, no qual o interesse coletivo – incluindo a sociedade mais ampla – deve prevalecer sobre os interesses particulares, sempre de forma democrática e transparente.”

Novos caminhos
Também citando o educador Paulo Freire, o agora ex-diretor, professor André Martins, ressaltou os obstáculos enfrentados no início de seus quatro anos de gestão e avaliou o suporte dado à luta travada pelos diferentes segmentos da unidade. “Nosso processo de expansão, que ampliou a oferta dos cursos de licenciatura, por exemplo, também nos trouxe ao limite de nossa capacidade. Enfrentamos falhas no suporte à infraestrutura, a necessidade de adequarmos nosso modo de gerir recursos e reorganizar nosso quadro de colaboradores, o que, por vezes, mostrou-se uma difícil tarefa. Porém, sempre buscamos o diálogo, ainda que fosse um duro processo, seguros de que um trabalho coletivo é indispensável para o exercício de uma gestão representativa. Hoje, temos ciência de que ainda há muito a ser feito, mas que fomos bem sucedidos nesse movimento.”

Outras informações:
(32) 2102-3650/ 3653 (Faculdade de Educação)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios