Implantação da Plataforma de Bioquerosene e Renováveis da região será formalizada em junho


:: Prefeitura em 09/05/2018 16:27 ::

0000Sedettur_161648.png
A assinatura do Memorando de Entendimento, a ser realizada em Juiz de Fora em 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, será a primeira ação destinada a formalizar a implantação da Plataforma de Bioquerosene e Renováveis da Zona da Mata. Ela tem por objetivo contribuir com o processo de descarbonização do setor aéreo, preconizado pela Organização Internacional da Aviação Civil, entidade ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), que estabeleceu metas de redução de emissão de gases de efeito estufa a partir de 2021.

Além disso, a Plataforma considera a adoção de tecnologias de biorrefino, capazes de produzir combustíveis verdes, que podem atender os setores de transportes de passageiros e cargas rodoviárias.

Além da utilização da fração orgânica de lixo urbano, o centro de processamento de combustíveis renováveis considera a utilização de óleos vegetais extraídos de espécies nativas da Mata Atlântica, como é o caso da palmeira macaúba. Nesse caso, a possibilidade de integrar as ações estratégicas referentes à implantação da Plataforma em Juiz de Fora, que contempla processos de recuperação ambiental através do reflorestamento de áreas degradadas, cria condição de estabelecer na região o primeiro projeto-piloto no Brasil, destinado a viabilizar a implantação de centros de produção e distribuição regular de bioquerosene para aviação em outras regiões do país. Nesta quarta-feira, 9, representantes da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) e da Plataforma estão em Brasília, onde foram formalizar convite ao ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, para participar do evento que marcará a assinatura do memorando.

* Informações com a assessoria de Comunicação da Sedettur, pelo telefone 3690-8341.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios