Distonia, a misteriosa doença dos músicos


:: El Pais em 12/05/2018 18:22 ::

José cumprimenta com a mão direita encolhida, como se guardasse algo entre os dedos flexionados. Não é um movimento voluntário. Quando ele estica o braço para apertar a mão do interlocutor, os músculos do indicador e do coração se contraem. Não pode dar tapinhas nas costas de seu bebê. Nem mesmo agarrar uma colher ou uma xícara de café sem que seus dedos se retorçam. O problema não passaria de um incômodo cotidiano se não fosse pelo fato de o impedir de trabalhar: José é violonista de flamenco.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios