Abuso sexual, drogas e um talento descomunal: assim foi a vida de Whitney Houston


:: El Pais em 17/05/2018 23:04 ::

Nenhum outro artista conseguiu ser o número 1 na lista dos mais vendidos nos Estados Unidos por nove vezes consecutivas, como foi o caso de Whitney Houston. Nem Elvis, nem os Beatles, nem Michael Jackson. E, provavelmente, ninguém combinou uma presença física e um charme tão imponente com uma voz de tal magnitude como Houston. Tudo isso está em Whitney, o documentário que foi lançado nesta quinta-feira paralelamente ao Festival de Cannes.

Mas, junto com esse talento, também havia uma mulher que tinha sido abusada sexualmente quando criança, que sofreu enorme pressão da mãe para alcançar o sucesso, com um marido ciumento, com profundas dúvidas sobre sua orientação sexual e que teve acesso a todas as drogas e álcool que desejava. A trajetória de Houston é muito semelhante à de Michael Jackson ou à de Amy Winehouse (que já teve seu próprio documentário em Cannes), também estrelas do mundo da música cujas vidas terminaram de maneira dramática. No caso de Houston, foi em uma banheira de um quarto do hotel Beverly Hilton, em 11 de fevereiro de 2012, aos 48 anos.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios