Feministas chilenas exigem nas ruas uma educação não sexista


:: El Pais em 17/05/2018 10:19 ::

A nova onda feminista chilena, liderada pelas estudantes universitárias, saiu às ruas de todo o país nesta quarta-feira em uma nova demonstração de força. “A maior passeata desde 2011 foi feita por nós, mulheres: O feminismo veio para ficar!”, tuitou a porta-voz da Confederação de Estudantes do Chile (CONFECh), Araceli Farías, referindo-se aos protestos históricos de sete anos atrás que exigiam uma educação pública, gratuita e de qualidade.

Desta vez, as grandes protagonistas foram as estudantes do ensino superior, às quais se juntaram as do ensino médio. A imagem de uma jovem sem sutiã ao lado de uma estátua de João Paulo II, em um dos pátios da conservadora Pontifícia Universidade Católica, é a expressão da indignação das manifestantes, que marcharam sob o lema Contra a violência de gênero, educação não sexista.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios