A ofensiva para derrubar Crivella, no Rio, por acenar com vantagens a evangélicos


:: El Pais em 12/07/2018 09:42 ::

O resultado dessa tentativa de destituir Crivella é ainda incerto. O partido do prefeito, o PRB, possui apenas 3 dos 51 assentos na Câmara dos Vereadores. Eles formam parte do bloco “Por um Rio mais humano”, que conta com apenas 15 vereadores governistas — incluindo o líder do Governo, o vereador Dr. Jairzinho (MDB). Já os 17 que assinaram a carta pedindo pela sessão extraordinária na Câmara são considerados votos certos pela abertura do processo de impeachment, segundo garantiu o vereador Tarcísio Motta (PSOL) ao EL PAÍS.

Restam então 19 parlamentares que, dependendo da pauta em votação, podem ou não apoiar da Prefeitura. “As coisas ficam mais fluídas. Crivella vai buscar o voto de partidos menores, tentar capturar a maior parte dos vereadores que não são ideológicos para a sua defesa. Ele tem condição de buscar. Nós da oposição vamos fazer o mesmo trabalho”, diz o vereador psolista.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios