‘Me Too’ chega ao Banco Mundial: uma de cada quatro funcionárias diz ter sofrido assédio sexual


:: El Pais em 12/07/2018 14:37 ::

O debate sobre o movimento Me Too chegou ao Banco Mundial. A instituição de crédito realizou uma pesquisa interna sobre assédio sexual no local de trabalho. O resultado mostra que 25% das mulheres e 4% dos homens que participaram da pesquisa afirmam ter sofrido assédio, de acordo com o estudo ao qual EL PAÍS teve acesso. Do total aproximado de 24.000 funcionários (permanentes e temporários) do Banco Mundial e entidades associadas, 5.056 responderam à pesquisa.

Apenas 12% das pessoas denunciaram os episódios de assédio (14% entre as mulheres) e a maioria dos que reclamaram se declarou insatisfeita com as consequências de ter levantado a voz.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios