Roberto Bolaño, inventor de desertos mexicanos


:: El Pais em 13/07/2018 19:52 ::

Roberto Bolaño nunca esteve no deserto de Sonora, o cenário no qual lançou seus poetas exploradores durante o último e apoteótico capítulo de Os Detetives Selvagens (1998). Nem sequer se guiou por mapas verdadeiros, mas sim por um estranho atlas criado por um geógrafo amador chileno. “Tanto faz. É o paradoxo da arte. Soube criar um universo literário com esta paisagem sedenta e indiferente”, diz Paty Godoy (Sonora, 1982), diretora e roteirista do documentário multimídia Os Desertos de Sonora, um projeto hispano-mexicano que rastreia, analisa e interpreta os rastros de Bolaño no deserto.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios