M. Dias Branco não se posiciona sobre reavaliação de investimento em JF


:: TM Economia em 14/09/2018 20:11 ::

A M. Dias Branco, líder nacional em massas e biscoitos, foi eleita a melhor empresa na categoria alimentos e bebidas pelo Prêmio Empresas Mais, que elencou os cem negócios de maior impacto na economia nacional durante o ano passado. O estudo é elaborado pelo jornal “O Estado de S. Paulo” em parceria com a Fundação Instituto de Administração (FIA) e com a consultoria Austin Rating. No total, foram avaliadas 3,6 mil companhias brasileiras de 23 setores. Os critérios de avaliação foram: porte da empresa em seu setor, resultados financeiros, inovação e consistência de resultados.

Questionada sobre a reavaliação que está sendo feita em relação à construção de um parque fabril em Juiz de Fora, a empresa, por meio de sua assessoria, afirmou que “não há nenhum fato relevante sobre o assunto”.

O processo de reavaliação foi confirmado pela empresa no mês passado. Anunciado em 2016, o empreendimento inclui a instalação de uma fábrica de massas e biscoitos, um moinho de trigo e um centro de distribuição na cidade. O investimento é de R$ 300 milhões, e a expectativa, até então, era que as obras fossem iniciadas este ano. O motivo da reavaliação é a compra da Piraquê, concluída em maio em uma operação avaliada em R$ 1,55 bilhão. A Piraquê possui duas fábricas, uma na cidade do Rio de Janeiro e outra no município de Queimados, também no estado do Rio, o que já representa ganho de mercado na Região Sudeste pela M.Dias Branco.

Sediada em Eusébio, no Ceará, a companhia, que possui atuação nacional, registrou, em 2017, receita líquida de R$ 5,4 milhões (alta de 1,6% ante 2016) e lucro líquido de R$ 844,3 milhões (aumento de 7,6% na comparação com o ano anterior). No ano passado, a M. Dias Branco investiu R$ 8,6 milhões em pesquisa e desenvolvimento de produtos, que resultaram em 36 novos itens. “Em relação aos projetos de melhorias e otimizações, a área de pesquisa e desenvolvimento continuou investindo em medidas de redução de custos e desenvolvendo projetos, que geraram uma economia da ordem de R$ 23 milhões”, afirma Geraldo Luciano, vice-presidente de Investimentos e Controladoria. A companhia possui 19 marcas de massas, biscoitos e margarinas, entre elas Adria, Piraquê, Vitarella, Fortaleza e Isabela. A estrutura operacional conta com 15 unidades industriais e 37 filiais comerciais distribuídas em diferentes estados do país, “garantindo uma cobertura nacional que possibilita a presença de suas marcas em todo o território nacional”.

O post M. Dias Branco não se posiciona sobre reavaliação de investimento em JF apareceu primeiro em Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios