Ibope: Bolsonaro vai a 32%; Haddad sobe para 23%


:: TM Política em 03/10/2018 21:39 ::

A quatro dias das eleições, o Ibope divulgou, na noite desta quarta-feira (3), mais uma rodada de pesquisa com as intenções de votos para a Presidência da República. Assim como em recortes anteriores, o instituto apontou a possibilidade de segundo turno entre os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Com relação ao levantamento publicado na última segunda-feira, os dois candidatos oscilaram positivamente dentro da margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Assim, Bolsonaro passou, em dois dias, de 31% para 32% das intenções de votos. A oscilação de Haddad foi maior, com acréscimo de dois pontos percentuais, passando de 21% para 23%.

Com Bolsonaro e Haddad mais próximos do segundo turno, um segundo bloco de candidatos formado por Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB) oscilou negativamente, também dentro da margem de erro.

Entre segunda e quarta, Ciro foi de 11% para 10%; e Alckmin de 8% para 7%. Desta maneira, os dois candidatos estão empatados tecnicamente, quando se leva em consideração a margem de erro.

Na sequência, Marina Silva (Rede) permaneceu estável, com 4%, mesma pontuação aferida na última segunda-feira. Assim, Marina está tecnicamente empatada com todos os demais candidatos: João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB), que têm 2% das intenções de voto; e Alvaro Dias (Podemos) e Cabo Daciolo (Patriota), que têm 1%. Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram.

Ainda na pesquisa estimulada, 11% dos entrevistados manifestaram intenção de votar em branco ou anular o voto e 6% se disseram indecisos.

Votos válidos

Em uma projeção de votação válida, excluindo da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos, o Ibope aponta que Bolsonaro tem 38%; Haddad, 28%; Ciro, 12%; Alckmin, 8%; Marina, 4%; Amoêdo, 3%; Meirelles, 2%; Alvaro Dias, 2%; Daciolo, 2%; Boulos, 1%. Mais uma vez, Vera, João Goulart e Eymael não pontuaram.

No 2º turno, Haddad tem 43% e Bolsonaro 41%

O Ibope realizou ainda quatro simulações de segundo turno, todas com o candidato Jair Bolsonaro, líder nas pesquisas, colocado como opção. Segundo os números, o candidato do PSL seria derrotado por Ciro Gomes (46% contra 39%) e estaria tecnicamente empatado com os demais. Em um embate entre Bolsonaro e Haddad, provável cenário em caso de segundo turno, o petista tem vantagem numérica: 43% contra 41%. Resultado similar se dá em uma disputa com Alckmin, em que o tucano teria 41% contra 40% de Bolsonaro. Por fim, o deputado teria vantagem numérica contra Marina – 43% contra 39% -, mas ambos estão empatados no limite da margem de erro.

Rejeição de Bolsonaro é de 42%, Haddad tem 37%

Assim como em levantamentos anteriores, Bolsonaro também lidera quando o assunto é taxa de rejeição. Segundo o recorte amostral, 42% dos entrevistados disseram que não votam de forma alguma no candidato do PSL. Polarizando as intenções de voto, Haddad é segundo mais rejeitado, com 37%. Depois vêm Marina (23%), Alckmin (17%), Ciro (16%), Meirelles (10%), Daciolo (9%), Eymael (8%), Boulos (8%), Vera (8%), Alvaro Dias (8%), Amoêdo (7%) e João Goulart Filho (6%). Três por cento disseram que poderiam votar em qualquer um dos candidatos, enquanto 7% rejeitam todos.

A pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (3) foi contratada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. O levantamento tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos e nível de confiança de 95%. O instituto ouviu 3.010 eleitores entre os dias 1º e 2 de outubro. A consulta foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-08245/2018.

O post Ibope: Bolsonaro vai a 32%; Haddad sobe para 23% apareceu primeiro em Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios