Para aliados de Bolsonaro, ida a debate da Globo seria prejudicial


:: Kennedy Alencar em 03/10/2018 22:49 ::

Seguem notas sobre comentários de hoje no “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

*

Não entra em campo

Aliados de Bolsonaro avaliaram que o candidato do PSL tem mais a ganhar faltando ao debate da Rede Globo do que comparecendo ao evento. O confronto acontecerá na noite desta quinta. Os médicos de Bolsonaro, que sofreu atentado em 6 de setembro, vetaram a sua participação.

Deputados envolvidos na articulação política de Bolsonaro acreditam que, sem estar presente, os ataques dos oponentes perderão força. Ausente, o candidato do PSL poderia responder depois com mais eficiência.

Apoiadores de Bolsonaro creem que uma onda poderia dar uma vitória já no primeiro turno e que faltar ao debate evitaria eventual tropeço.

O movimento de sangria de aliados do tucano Alckmin, como o vídeo gravado por Doria com um bolsonarista, dá esperança de vitória na primeira fase a deputados do Centrão que pularam na canoa do PSL.

*

Tira gás de vitória no 1º turno

A pesquisa Ibope divulgada hoje sugere que ainda é improvável um desfecho da corrida presidencial no primeiro turno. Em relação ao levantamento anterior do instituto, Bolsonaro oscilou positivamente um ponto percentual e marcou 32%. Haddad teve variação positiva de dois pontos percentuais e obteve 23%.

Respectivamente, teriam 38% e 28% dos votos válidos, o que deixa Bolsonaro ainda distante de vitória no primeiro turno.

*

Jogo baixo

As fake news cresceram nas redes sociais nos últimos dias com dois alvos preferenciais: Haddad e o PT. É estratégia semelhante à implementada com sucesso por Donald Trump.

Há articulação, inclusive com robôs na internet, para divulgar notícias falsas que criam efeito político grande pró-Bolsonaro.

Ouça os comentários no áudio abaixo:

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios