Presidente do Tupynambás define nos próximos dias se Alberto Simão permanecerá no clube


:: TM Esportes em 03/10/2018 20:04 ::

esp-tupynamb%C3%A1s.gifPresidente do Baeta, Jorge Dias, informou que a diretoria do clube precisa resolver algumas pendências antes de oficializar questões relacionadas ao futebol (Foto: Leonardo Costa)

Na quarta-feira (19), o diretor executivo de futebol do Tupynambás das últimas temporadas, Alberto Simão, concedeu entrevista à Tribuna e revelou detalhes da programação do futebol alvirrubro para 2019, com a disputa da primeira divisão do Campeonato Mineiro.

O dirigente afirmou que um encontro entre profissionais do futebol do clube e patrocinadores seria agendada provavelmente para este sábado (6), com o objetivo de apresentar as contas deste ano, assim como divulgar as primeiras informações sobre os planos para a temporada que está por vir. O presidente do clube, Jorge Dias, contudo, entrou em contato com a reportagem para esclarecer que ainda não há deliberação alguma sobre o futebol do Leão do Poço Rico e que uma reunião, marcada para o próximo dia 15, irá selar ou não a sequência de Simão.

“Não tem nada definido ainda. A diretoria do clube está estudando muitas situações e irá se reunir primeiro. O que acontece é que não podemos divulgar nada que não esteja certo e ainda precisamos resolver algumas pendências antes de oficializar essas questões do futebol”, explica Jorge Dias, antes de lembrar da reunião citada por Simão. “A reunião citada na matéria programada para o dia 6 foi suspensa. Por conta das eleições, é melhor que não seja no dia 6. Mas vocês serão informados sobre tudo isso assim que der.”

O adiamento se deu também em função de uma obra no clube que retirou, parcialmente, a caixa d’água e deixou o local sem água nestes dias. “Não temos contrato com ninguém. Nada. Estamos aguardando justamente para resolver estas pendências. O Alberto ainda não nos apresentou nenhuma proposta. Ele disse que a comissão técnica está formada, mas como ele vai trazer fisioterapeutas para o clube se estamos montando uma fisioterapia aqui? Ele não agiu de má fé, está no nosso cardápio, digamos assim. Nossa relação é tranquila, mas acreditamos que todos os contratos anteriores têm falhas e estamos vendo justamente isso”, explica, ao mencionar o vínculo passado firmado pelo ex-mandatário do clube, Francisco Quirino, o Chiquinho. A reportagem tentou contato com Alberto Simão, mas até o fechamento desta edição não obteve sucesso.

Ademilson e planejamento em andamento

Ainda de acordo com o atual presidente do Baeta, o nome de Alberto Simão, que gerenciou o retorno do clube ao profissionalismo no futebol, é o único em pauta neste momento. Entre os seis atletas emprestados pelo clube para os também mineiros Athletic e Coimbra está o veterano Ademilson. A sequência do ídolo do torcedor juiz-forano no clube do Poço Rico foi defendida por Jorge. “O Ademilson é do nosso coração. Ele já está com a gente, agora foi emprestado, e deverá seguir conosco.”

Questionado se teme que a pendência impacte de forma negativa na formação de elenco, início dos treinamentos e restante dos planos para o Mineiro de 2019, o mandatário negou. “Não irá prejudicar nada. Está tudo em andamento, apenas não foi oficializado. Eu e uma comissão de sindicância, formada por quatro pessoas no total (um advogado, Jorge e mais dois membros do Conselho Deliberativo) e que cuida do funcionamento geral do clube, como das partes financeira e administrativa, iremos participar da reunião para estas definições. Mas quem responde pelo futebol do clube hoje sou eu”, encerra.

O post Presidente do Tupynambás define nos próximos dias se Alberto Simão permanecerá no clube apareceu primeiro em Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios