“Há pais, como eu, com dificuldade de manter os filhos. O futuro me dá medo”


:: El Pais em 04/10/2018 17:35 ::

A avenida Álvaro Guimarães, em São Bernardo do Campo (SP), é um retrato de como a crise afetou os brasileiros e transformou o desemprego em uma das principais preocupações nas eleições presidenciais do próximo domingo, 7. Está localizada em uma zona industrial, um dos setores mais prejudicados pelos anos de recessão que o país experimentou entre 2015 e 2016. Lá, pelo menos três empresas (Panex, Rolls-Royce e P&G) cessaram suas atividades nos últimos quatro anos, engordando os números do desemprego na região.

Já são 52.000 postos de trabalho eliminados desde 2014 na cidade que projetou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como líder sindical nos anos 80. Em todo o país são 13 milhões de brasileiros sem trabalho, quase três vezes mais do que nas eleições presidenciais de 2014. Naquele ano, o Brasil tinha a menor taxa de desemprego da história, com 4,8%. Hoje está em 12,3%.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios