Os lados da polarização que vivemos no Brasil


:: Janio de Freitas em 04/10/2018 02:59 ::

Esta é a verdadeira polarização: ?mercado vive euforia com pesquisas eleitorais?, ?Bolsa sobe e dólar cai com pesquisa?. Sobe o candidato que chega à eleição presidencial sem pronunciar, nem sequer uma vez, qualquer coisa parecida com ?justiça social? ou ?redução das desigualdades?.

O mais apoiado dos candidatos entre os que simbolizam reivindicações da maioria se enfraquece. São os lados na polarização da qual derivam todas as que têm significância no Brasil. E os formadores do poder econômico e suas bases na diferenciação sócio-econômica têm o que comemorar com mais especulações financeiras: a polarização-matriz se confirma.

É uma história de séculos. Sergio Moro e Luiz Fux não inovam. Usam a liberdade que lhes é dada e os métodos que a fraqueza das leis e da moralidade institucional liberam. É impossível supor desconhecimento de um ministro do Supremo sobre o tipo de decisão intocável emitida por um colega.

Ainda assim, Fux pisoteou-a. Em claro envolvimento político e eleitoral. Se assim lhe parecia a decisão de Lewandowski, reconhecendo à Folha o direito de entrevistar Lula, Fux dispunha de recursos legais e éticos para interpor-se. Leia mais (10/04/2018 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios