Pesquisa acadêmica prevê reprodução de indumentárias do acervo do Museu Mariano Procópio


:: Prefeitura em 08/10/2018 16:09 ::

0810_7_reproducao_vestido_1_160425.jpg
A sala de música do Castelinho dos Ferreira Lage, parte de coleção da artista Maria Pardos, livros com manuscritos de Dom Pedro II e as indumentárias do acervo estão sendo objetos de mais uma série de pesquisas no Museu Mariano Procópio. A professora do curso de Design de Moda do Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (CES-JF), Andrea Portela, por exemplo, juntamente com algumas de suas alunas, está à frente de projeto que, em parceria com o Museu, promove a reprodução de algumas peças do acervo de indumentárias (roupas).

A primeira peça a ser reproduzida é um vestido de Maria Amália, esposa de Mariano Procópio Ferreira Lage. Trata-se da continuidade da tese de doutorado, que foi apresentada por Andrea à Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), dando continuidade ao projeto de inicialização científica.

A pesquisa visa estudar detalhes da época, como roupas, tecidos e cores utilizadas nas vestimentas de meados do século 19 e início do 20. Segundo a professora, o contato com o acervo do museu é um privilégio: O museu é um mundo de possibilidades para pesquisas, e sempre que procurei fui prontamente atendida. O projeto está em andamento, ainda sem data para apresentação. Ainda segundo Andrea, há vontade de expor o vestido na Galeria Maria Amália, aberta ao público.

A fundação recebe periodicamente solicitações para estudos em diferentes temas, tendo vínculo permanente com a sociedade acadêmica. As solicitações de pesquisa podem ser realizadas pelo telefone 3690-2200 ou pelo portal de serviços da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF).

Foto: Vinícius Ribeiro

* Informações com a Assessoria de Comunicação do Museu Mariano Procópio.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios