Na Odonto, Marcus David debate atendimento à comunidade – Notícias UFJF


:: UFJF em 11/10/2018 16:59 ::

31373124598_72577405c4_z-630x407.jpg

Outras demandas específicas da Unidade foram discutidas durante a visita (Foto: Alexandre Dornelas/UFJF)

Reunidos na Anfiteatro da Faculdade de Odontologia, nesta quinta-feira, 11, professores, técnico-administrativos e alunos debateram as especificidades da unidade em reunião com o reitor Marcus David e sua equipe.

Entre os temas, o atendimento à comunidade, a infraestrutura e os elevados custos do curso.

O encontro faz parte da agenda de visitas da gestão às unidades acadêmicas com intuito de apresentar o planejamento estratégico e financeiro da instituição e as perspectivas até o próximo ano. David destacou os esforços no enfrentamento da crise financeira e como a Universidade está equilibrando as contas.

As macropolíticas da Universidade nas áreas do ensino, pesquisa e extensão, atravessadas pela inovação e cultura, foram elucidadas pelo pró-reitor de Planejamento, Orçamento e Finanças, Eduardo Condé, e detalhadas pela vice-reitora Girlene Silva. Ela pontuou a necessidade de curricularização da extensão, a reformulação das políticas de estágios e bolsas e de ações afirmativas.

A pedido da direção da unidade, uma comissão interna foi formada para levantar as demandas junto a todos os departamentos. Elas foram reunidas em torno de três questões principais: infraestrutura e manutenção, compra de equipamentos e recursos humanos. O documento foi encaminhado à gestão.

Atendimento à população

O professor Antônio Márcio do Carmo explicou que o curso apresenta características muito particulares que devem ser reconhecidas, como o grande volume de aulas e atividades práticas e o alto custo de materiais e equipamentos. Ele também citou as obras da Radiologia como uma importante demanda do curso.

De acordo com os docentes, a formação dos alunos depende do atendimento à população, que por sua vez encontra na unidade um serviço de qualidade oferecido pelo Sistema Único de Saúde. Diante dessa situação, foram apontados pelos presentes os desafios em efetivar uma maior contrapartida do município e do sistema de saúde para as atividades.

Marcus David disse que a gestão tem total noção da importância da Odontologia para a Universidade e para a população da cidade e região. No entanto, demandas relacionadas à infraestrutura esbarram na limitação orçamentária. Ele acrescentou, entretanto, que um novo modelo de matriz orçamentária está sendo desenvolvido na UFJF e irá considerar como principal parâmetro o custo dos alunos para a distribuição de recursos.

Alto custo dos materiais

De acordo com a representante do Diretório Acadêmico da Odontologia, o curso precisa romper com o perfil elitista e, para isso, devem ser pensadas propostas de manutenção do aluno. Além das bolsas da Universidade, seria preciso uma política para compra de materiais de alto custo. Segundo a estudante, os alunos chegam a gastar cerca de R$ 4 mil na aquisição de instrumentos e outros materiais. Para a vice-reitora, Girlene Silva, o projeto político pedagógico do curso deve contemplar todo o ferramental necessário para a formação e, dessa forma, o ideal seria a unidade oferecer os instrumentos, assim como acontece no Hospital Universitário. Outras alternativas como o empréstimo também foram levantadas.

A comunidade presente na reunião agradeceu a aproximação da gestão com a Faculdade de Odontologia, reconhecendo o esforço em dialogar e encontrar soluções para os problemas. As unidades acadêmicas estão sendo visitadas desde o último mês, e a gestão irá em breve percorrer os setores administrativos.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios