JF Vôlei tem missão árdua contra o Sada Cruzeiro


:: TM Esportes em 12/10/2018 08:09 ::

tarik-jf-volei-olavo.jpg“Devemos errar muito menos, sacar melhor, acreditar mais e tenho certeza de que vamos entrar com confiança, força e ousadia!”, diz o levantador Tarik (Foto: Marcelo Ribeiro)

Encarar o Sada Cruzeiro já é uma tarefa árdua para qualquer time do mundo. Como jogar, então, contra a equipe mais vitoriosa do Brasil nos últimos anos em partida que vale uma vaga na final do Campeonato Mineiro? Esta é a missão do JF Vôlei, que aposta na força e na ousadia para surpreender a máquina de títulos azul nesta sexta-feira (12), às 19h, no Ginásio do Riacho, em Contagem (MG), em partida única da semifinal do torneio estadual.

“Nós vamos chegar no nosso melhor nível em toda a temporada. Mudaram várias coisas do primeiro jogo até essa semifinal, como o entrosamento, o ritmo de jogo, a confiança e o preparo físico. Devemos errar muito menos, sacar melhor, acreditar mais e tenho certeza de que vamos entrar com confiança, força e ousadia!”, analisa o levantador juiz-forano, Tarik, em sua segunda passagem pela equipe local.

O otimismo do jogador responsável pela armação final das jogadas do JF Vôlei é explicado pelo técnico Marcão. “Tivemos uma semana muito boa, me deixou muito feliz. Treinamos muito o controle do saque viagem, porque com certeza o adversário terá um saque pesado deste tipo, e gostei da resposta dos meninos. Também treinamos ataque e muito o saque, porque se não sacarmos bem, fica difícil de jogar. Mas estou bem confiante não só em fazer um jogo bom, mas de tentar surpreender, porque é um novo campeonato. Tudo zerou”, destaca o comandante.

Até aqui, o JF Vôlei encarou o Cruzeiro em duas oportunidades. A primeira ocorreu na abertura do Mineiro, no dia 7 de setembro, com derrota por 3 sets a 0 (21/25, 16/25, 17/25) na UFJF. O Sada repetiu o placar em Contagem, no último dia 3, mas com triplo 25/19. De lá para cá, Marcão evidencia o crescimento coletivo e crê na necessidade da mudança de postura dos atletas.

“Apesar das derrotas, fomos bem nos primeiros jogos contra eles. Agora já nos conhecem, somos estudados, o que causa mais dificuldades. Mas devemos pegar estas partidas como referência para melhorar, e não um padrão. A gente amadureceu, criou uma casca interessante. De diferente, agora, talvez deve ser a nossa postura. Precisamos ser agressivos e buscar diminuir os erros, mas sem perder o poder de ataque, porque quando deixamos de agredir tivemos mais problemas do que em partidas que fomos muito ofensivos e erramos bastante. Temos que criar essa identidade de um time forte, agressivo e, com a sequência de treinos, com certeza vamos diminuir os erros”, avalia.

O JF Vôlei deve iniciar o duelo com o levantador Tarik (Leo), o ponteiro Vitão improvisado como oposto, os centrais Lucão e Symon, os pontas Thiago e Antony, e o líbero Athos. A equipe segue sem o meio de rede juiz-forano Diego Almeida, que sofreu uma luxação no ombro.

Adversário conhecido a menos de 72h da semifinal

A preparação do JF Vôlei durante quase todos os dias foi com a projeção de duelo sem adversário definido. Isto porque o Sada Cruzeiro só sacramentou a liderança da primeira fase do Mineiro no final da noite da terça-feira (9), após bater o Minas e ultrapassar o rival de Belo Horizonte (MG) na tabela. Como o JF Vôlei foi o lanterna nos pontos corridos, sem uma vitória sequer, e o regulamento prevê a classificação de todos os quatro participantes, o duelo de opostos foi oficializado. Sem saber quem enfrentaria na maior parte da preparação, o trabalho do técnico local, especialista também na coleta e utilização de dados, foi fundamental.

“Sou da estatística, fizemos um trabalho muito bacana de pegar dados das equipes como a maioria da direção dos saques. Fiz um resumo de tudo e peguei a maior incidência para treinar em cima disso. Com o adversário definido só faço alguns ajustes para cada jogador, mas a maior incidência de saque viagem, por exemplo, tanto do Minas, como do Sada, é de sacar mais da posição 1 e da 6 nos cantos de quadra, então já pensamos nisso para ficar preparados”, exemplifica.

Jogo no sábado

O outro duelo pela semifinal, entre Minas Tênis Clube e Lavras Vôlei, ocorre às 16h30 desta sexta. As quatro equipes voltam à quadra no sábado (13). Às 16h30 está prevista a disputa do terceiro lugar, novidade nesta edição do Estadual. Às 19h, encerrando a competição, começa a disputa pelo título mineiro de 2018.

O post JF Vôlei tem missão árdua contra o Sada Cruzeiro apareceu primeiro em Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios