Turquia tem provas do assassinato de jornalista saudita


:: El Pais em 12/10/2018 15:59 ::

A Turquia possui provas em áudio e vídeo do assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi no consulado da Arábia Saudita em Istambul, embora não as divulgue porque revelariam o modo como ela espiona diplomatas estrangeiros − uma prática mais comum do que os Governos estão dispostos a reconhecer, mas vetada pela Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, que estabelece a inviolabilidade de consulados e embaixadas. Essa é a conclusão do jornal The Washington Post, com o qual Khashoggi colaborava, depois de falar com fontes de segurança norte-americanas e turcas.

A BBC também informou que fontes oficiais turcas asseguraram contar com material de áudio e vídeo que comprova que Khashoggi foi torturado e assassinado dentro do consulado.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios