Governo de Maduro deporta líder estudantil opositor para a Espanha


:: El Pais em 13/10/2018 12:54 ::

Yamile Saleh esperou durante horas na sexta-feira, 12, na entrada do El Helicoide, sede do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin) em Caracas, para ver em liberdade seu filho Lorent Gómez Saleh, preso desde 2014 por sua suposta participação em planos desestabilizadores. Não foi possível encontrá-lo – só recebeu um telefonema no qual ouviu sua voz. As autoridades venezuelanas transferiram em segredo o opositor, um dos vencedores do Prêmio Sakharov 2017, ao aeroporto internacional Simón Bolívar, a uma hora da capital, para enviá-lo à Espanha.

“Não sabia de nada disso. Pensei que iam me entregá-lo aqui, mas está em liberdade e isso é que importa”, disse à imprensa.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios